um ano sem safra

Leitores antigos do Chucrute podem estar coçando o queixo e se perguntando por que eu ainda não comentei absolutamente nada sobre as colheitas de verão no meu quintal: as nectarinas e os tomates. Bom, desta vez não tivemos safra e vou explicar detalhadamente os motivos.

Este ano o Uriel resolveu podar a árvore de nectarinas, que estava com galhos muito compridos tendo que ser amparados por vigas de madeira, porque o tronco não é ainda robusto o suficiente para sustentá-los. Com a poda—que eu achei exagerada, mas ele disse ter sido necessária—perdeu-se muitas flores e com elas foram-se os frutos. As que sobraram sofreram ataques contínuos, primeiro por uma dessas doenças que danificam as folhas, depois pelos habitantes alienigenas do meu quintal. Normalmente somente os audaciosos e agressivos blue jays davam suas bicadas nas frutas, mas neste ano a invasão de criaturas famintas foi devastadora. Tivemos visitas constantes de esquilos, lebres e ratos selvagens, mandando bala em tudo que encontraram pela frente. As poucas nectarinas que sobreviveram à poda e à doença, frutificaram e cresceram para serem completamente devoradas pelos seres invasores. Eu ainda consegui ver algumas penduradas na árvore, parcialmente mordidas e depois só encontrei caroços espalhados pelo chão do quintal. O mesmo aconteceu com os dois pés de pêssegos, cujas poucas frutinhas desapareceram como num passe de mágica.

esquilo-freak

—mãos ao alto aí, mocréia! e vai passando todos os tomates pra cá, rapidinho, rapidinho, perdeu prayboy, perdeu, perdeu!

Mas o maior estrago e a maior frustração aconteceu na horta, com os tomateiros. Plantei quatro pés, compro mudas orgânicas de heirlooms e fico na maior expectativa. Este ano plantei também dois pézinhos de berinjela, uma japonesa a outra branca. Consegui colher uma berinjelinha e alguns tomatinhos pera. O resto não deu tempo nem de amadurecer. Um tomate verde que eu via ali num pé, no outro dia já não estava mais. Fui ficando realmente irritada, frustrada e desolada, pois não quero assassinar criaturas no meu quintal e não tenho tempo de ficar vigiando pra pegar meliantes no flagra. O ideal seria colocar uma tela em volta das plantas, mas não vi nenhuma possibilidade de fazer isso num espaço tão pequeno como o da a minha horta. Depois de chorar lágrimas de ódio pelos tomates sumidos e pelos tomateiros semi-destruídos, eu simplesmente desisti, joguei a toalha, deitei tudo a perder e enfurecida declarei aos berros no meio do quintal—VÃO EM FRENTE, COMAM TUDO, A HORTA FOI DOMINADA E CONQUISTADA, VOCÊS VENCERAM, FOFURAS MALDITAS!

good bye dear tomato
good bye dear tomato

Casquei fora e deixei tudo lá, matagal crescendo, tomateiros cheios de galhos quebrados, pés de berinjela destruídos, nem a menta chocolate conseguiu fazer bonito neste ano. Enquanto eu não tomar coragem pra pegar em armas, explosivos e venenos, ou a bicharada não encontrar outro quintal para se fartar, me rendo. Talvez no próximo ano eu tenha mais sorte.

23 comentários sobre “um ano sem safra”

  1. Fer,
    Melhor esperar o proximo ano, tem ano que e’ ruim. Tambem fiquei praticamente sem nada de fruta, alias sem nada, as poucas macas, cairam no chao comidas por abelhas, acredita?
    Em compensacao seu esquilo e’ uma figura! Beijos,
    Maria

  2. oi Fer, desculpe, mas não pude deixar de rir com esta estória, passo o mesmo por aqui com pardais que reviram os vasos, se banhando na terra (já vendi dois vasos enormes) e acabam sujando tudo, as abelhas q não dão trégua pra jabuticabeira e pras lagartas que dominaram a acerola!
    É uma luta inglória, mas merece o nosso perdão né??
    beijoca

  3. Oi Ana, já pensou em vez de cercar as plantas, cercar a horta ? Faça como um aviário com telas dos lados e em cima. Só aprofundando a tela no solo para evitar coelhos e os gophers, o incoveniente é estético e voce teria de entrar na “gaiola” para colher seus tomates…
    Boa sorte na próxima safra
    R: Guilhermino, sua ideia tambem eh boa, mas vai requerer uma total transformacao. Obrigada! 🙂

  4. Lendo as dicas dos comentarios lembrei q a historia da cobra eh verdade mesmo, e muita gente usa cobras de borracha espalhadas entre as hortinhas p/ q os coelhos e outros bichinhos nao aparecem.
    Outra ideia q nos ja testamos e da mesmo certo eh colocar potinhos com ou coca-cola ou cerveja junto a base dos pezinhos de tomate, bell pepper(principalmente nesses), etc. Isso evita q bichinhos menores e (argh!) lesmas ataquem as plantinhas. Nao sei ai, mas aqui os snails adoram minha hortinha e nos ja perdemos muita coisa por conta deles. Os potinhos com a cerveja mais barata q achamos no supermercado ajudaram e muito, o nojo depois era tirar aqueles potinhos cheio de lesmas dali….. “amoooooor, vem ca, preciso de um favorzinho seu…!!” yuck!
    Tente Fer, e olha, sua hortinha eh grande viu, a minha eh bem menor e mais espremida ainda, e a telinha as vezes ajuda (gostei dessa ideia de tela q vai a fundo na terra pois esse ano os coelhos e esquilos fizeram mesmo buracos e passaram por baixo, nao adiantou nada o trabalhao q meu marido teve no comeco da estacao…)
    Beijao e desculpe os comentarios gigantes.
    Ana
    R: Ana, ja usei esse truque da cerveja e fiz “sopa de caracol” com as lesmas,. Vou tentar o truque do espantalho de cobra. 🙂 um beijo.

  5. Fer,este esquilo com cara de pidoncho está muito lindo! e quanto aos insumos ,paciência,ano que vem pode ser diferente. Será que cercar algumas coisas não resolveria? beijos!!
    R: Mariângela, minha horta ja esta espremida entre cercas. teria que pensar num plano, mas ainda nao consegui pensar em nada. vamos ver.. beijo!

  6. Fer, a sua horta nao e tao pequena assim e parece com a da minha sogra em termos de tamanho. Ela esta morando em um lugar onde os deers comem absolutamente tudo, e o que fizeram foi o seguinte: colocaram uma tela em volta da horta toda, que comeca quase 1 metro enterrada no chao para que os coelhos e marmotas nao facam tuneis e tem mais ou menos 1 metro e meio de altura acima da terra pros outros animais que vem por cima. Nenhum dos bichinhos conseguiu entrar, e os tomateiros estao indo bem. E um trabalho inicial grande fazer isso mas pelo menos deu otimos resultados sem ter que apelar pra veneno e afins. De repente agora no outono/inverno seria uma boa epoca pra colocar uma grade dessas pro ano que vem voce ja estar preparada. O Mauro (que mora em PA) fez isso tambem na hora dele que era sempre atacada por marmotas – http://diario.liquidoxide.com/?p=1313 Beijos!
    R: Lu, não sei se é viavel fazer isso na minha horta. o espaço é realmente limitado, os canteiros quase encostados nas cercas. mas obrigada pela dica. bjo!

  7. Oi, Fer.
    Essa foto do esquilo está engraçadíssima, porque parece que ele tem meio metro de altura! Hehehe…
    Então, vi umas dicas num livro de jardinagem de que gosto muito (apesar de só plantar no apartamento…): tente amarrar fitas (tipo fita estragada de fita K7) esticadas entre postes ou árvores. O vento bate e a fita produz uma espécie de silvo que espanta os pássaros. Outros bichos, tipo gatos, geralmente fogem de cobras e afins. Muitas vezes só uma mangueira dobrada em forma de S no canteiro já afasta. Garrafas pet com água até a metade também parecem funcionar, porque alguns bichos não gostam de ver o reflexo nelas. Sei lá, não custa tentar e é melhor do que sair dando vassourada nos pobres bichos… 🙂
    Beijos e boa sorte com a próxima safra!
    R: Ana, obrigadíssima por essas dicas. quem sabe, né?as vezes funciona mesmo, um beijo

  8. Fer,
    Ano passado estive na Califórnia e fiquei apaixonada pelos esquilos, todos tão gordinhos e amigáveis, mas concordo que são “fofuras malditas” para quem planta e espera colher os frutos do seu trabalho. Leio sempre seu blog e adoro!
    bjs

  9. Fer, lamento pela sua perda, dias melhores virão.
    Já tive horta em Campinas, bem grande até. Lá eram as formigas que faziam a festa. Quando os pezinhos estavam com uns 4 cm, no dia seguinte não sobrava nada, nem sinal de plantio. Mas elas eram seletivas, só queriam algumas verduras. Ainda assim, colhi muita coisa. Tinha mais de 50 tomateiros, couve, cenoura, alface, cebola, alho, cebolinha, salsa… uma maravilha!
    Vai passar, logo você estará colhendo novamenet, se deliciando e nos mostrando os pratos saudáveis.
    Bjs.
    R: Gina, formigas eu ainda nao enfrentei na horta, mas ja tive uma invasao dentro de casa e foi horrivel! um beijo!

  10. Tá dominado, tá tudo dominado….
    Em casa são as lesmas, essas apenas malditas e não fofuras; e os pássaros que comem até a ração do cachorro e ainda pra deixá-lo mais irritado tomam banho em seu bebedouro.
    Beijo Fer.
    R: Ana, ja tive ataque de lesmas tbm e resolvi com cerveja. fazia uma sopa de caracol. 😉 argh. elas sumiram, felizmente! beijo

  11. Fernanda,
    Morri de rir com a tua tragédia mas acho que a grande sabedoria está em saber rir das próprias desgraças. A cara de “perdeu!” do esquilo estava demais…
    Eu entendo bem o que você passou pois meus morangueiros foram quadruplicados esse ano e estávamos na maior alegria e no fim colhemos metade do que colhemos no ano passado. Até espantalho o Per fez e aí a coisa melhorou, mas já era tarde. Talvez usemos aramados no ano que vem, fica horrível mas fazer o que…
    Os meliantes do norte do planeta são os corvos que atacaram todos os meus morangos. As maças e as framboesas eles não tocaram e não perdemos uma sequer. Mas também vamos ter que podar também…
    Mas sabe que mesmo assim eu me recuso totalmente a colocar qualquer tipo de veneno no quintal, nem morta. Precisamos ser mais rápidos e mais inteligentes, ou assumir que não somos nem uma coisa nem outra…
    Abs,
    C.
    R: Claudia, eu tambem me recuso a usar veneno, mesmo que digam que nao eh tao toxico. um ano tive gophers e comprei uns tubos de fumaça pra colocar no buraco deles, mas nao tive coragem de usar. o jeito eh aturar e esperar eles se fartarem e procurarem outros cantos. abs!

  12. Olha, parece brincadeira Fer mas aqui o ano foi o pior de todos em relacao a nossa hortinha. Nos plantamos tomates, vermelhos robustos e tbem dos amarelos (q eu aa-d-o-r-o). Acredite ou nao, mas nao nasceu um tomate, nada, zero, nil, nothing.
    Nos tivemos anos q era tomate q nao acabava mais q nao davamos conta. Teve ano q minha mae e minha irma passaram o mes de julho aqui e nem em 5 os tomates eram comidos totalmente.
    As vezes nos plantavamos 5 pes de tomates e por conta das sementes dos anos anteriores nos terminavamos o verao com 15 pezinhos e um tanto de tomates p/ fazer molho q nos duravam o inverno todo.
    Esse ano… nada. Primeiro vieram os coelhos e devoraram nossos pezinhos de tomate, grrrrr… mas paciencia, eh a natureza, tbem nao queriamos maltratar os bichinhos entao fomos la e compramos mais pezinhos. Com telinha em volta e tudo, fertilizante organico p/ deixar tudo fofinho e gostoso e… nada mesmo. Nao era o ano mesmo p/ os tomates.
    Fiquei triste mas fazer o q ne, nossa atitude foi muito similar a sua, paciencia e quem sabe ano q vem sera melhor.
    Sabe q nem minha csa teve muita sorte com os tomates esse ano, a temporada foi fraca p/ eles tbem. Sorte q no farmers’s market tinham muitos tomates suculentos e deliciosos, ah, e os amarelos tbem, q eu a-d-o-r-o!!
    Beijao!
    Ana
    R: Ana, vamos aguardar o proximo ano, neh? boa sorte para nos! beijo!

  13. curioso…
    moro aqui no Colorado e meu quintal tem uma quantidade enorme de coelhos e esquilos, mas eles ignoram completamente a horta…
    os tomateiros estão enormes, e deveremos começar a colheita nas próximas semanas. E, como acabamos de nos mudar para cá, ainda não plantamos nenhuma árvore frutífera, não (tem uma oliveira aqui no vizinho que é enorme, me deu essa idéia de plantar uma aqui)…
    R: cada ano é um ano, Max. eu já tive anos otimos, anos bons, anos mais ou menos, mas este foi realmente o pior! boa sorte com as arvores. eu sugiro um limoeiro–tenho um que me dah limoes year-round.

  14. Eu espero que os meliantes fiquem satisfeitos da tua horte e se mudem para uma outra horta bem longe daí. Eles são mesmo fofinhos e acredito que seja muito frustrante dar de caras com a horta meio comida. Mas… não dá para fazer mal a esses bichinhos né? São lindos!

  15. Fer, que desilusão… 🙁
    Este ano consegui convencer o meu pai a plantar umas coisinhas lá em casa dele e o que rendeu!
    O sabor do tomate, da beringela e da curgete não tem nada a ver. E se deu curgete.
    Agora estão a chegar as abóboras!
    Mas amiga, para o ano a Natureza recompensa. 🙂 🙂 🙂
    Beijinhos.

Deixe a sua pitada: