um pé fora da bolha

Ando refazendo algumas receitas, porque é normal o entusiasmo por receitas novas entrar em declínio e o cozinhar do dia-a-dia pegar carona na inércia. Num outro dia decidi que iria fazer um pão. Desempoerei a minha máquina jurássica, que é usada há cada três anos e decidi refazer esta receita de pão de cebolinha, que é a única que eu já fiz fugindo das que vieram no manual. Da primeira vez deu tudo errado. Acho que o fermento não estava muito bom. floresComprei fermento novo, farinha especial para pão e refiz, substituindo a ciboulete ou cebolinha por alecrim. Da segunda vez o pão deu certo, mas eu quero mesmo é pegar o entusiasmo para fazer pão manualmente. Já li sobre as técnicas, já separei receitas básicas, mas ainda não consegui me organizar para botar a mão na massa. Meu problema maior é a falta de tempo.

Passo meu dia em função do meu emprego, que só não é muito distante das minhas aventuras na cozinha porque eu trabalho transportando para a web guias de gerenciamento integrado de pestes, que tem uma parte enorme dividida por produtos agrícolas. Neste momento estou atualizando páginas de zilhões de pestes que atacam a alface, o algodão e a cereja e modificando uma galeria gigantesca de ervas daninhas e plantas invasivas, algumas comestíveis. Fora isso, penso nos ingredientes com que cozinho somente nas minhas horas livres, que incluí também a do almoço. Quando chego em casa no final da tarde estou cansada, muitas vezes sem idéias, sem paciência, querendo fazer outras mil coisas e também descansar, ver filmes, ler livros, dormir.

Tínhamos muito pra conversar e foi o que fizemos, enquanto eu preparei rapidamente e mais uma vez a salada de tomate com sumac e esperamos o gratinado de batatas e abobrinha cozinhar. Conversamos muitas coisas, porque estamos vislumbrando muitas mudanças e são tantas coisas para se discutir, refletir e analisar. Quando sentamos finalmente para comer ele me disse:

—você precisa repensar o seu blog, ver se não está sendo demais, pois você não precisa escrever lá todos os dias.

Concordei, pois é verdade: não preciso escrever todos os dias. O que acontece é que devo ter ligado o automático, como costumo fazer com muitas outras coisas. Vou fazendo tudo sem pensar, muito menos repensar. Vejo receitas, marco com post-its e quando dá certo preparo. Se der certo, tiro foto, se a foto ficar boa, monto o post, mas muita coisa não fica boa, ou fica boa mas a foto fica um lixo. Como o sorbet de uva que fiz noutro dia e que ficou muito bom, mas fui tirar fotos na hora do almoço, enquanto conversava com o Gabriel. Obviamente as fotos não vingaram e não teve segunda chance, pois o sorbet foi devorado rapidamente. Normalmente eu não choro por essas oportunidades perdidas, mas quando tudo fica tão automático que se tira foto enquanto faz outras coisas, pois não é mais um desafio e sim rotina, o tédio começa a tomar conta e refletir na qualidade do blog. Hora de repensar mesmo, como já repensei muitas outras coisas importantes na minha vida.

32 comentários sobre “um pé fora da bolha”

  1. A pouco mais de um ano atras descobri o mundo dos blogs e como tenho mania de fzer mil receitas e sempre perder as anotaçoes,resolvi fazer um pra mim,assim tenho guardado algumas coisas que passam na minha vida e comidinhas que gosto tanto de fazer…mas este ano tive que parar um tempo tbem..final de gravidez mil coisas que fazer..e me passava o mesmo ,o que começou sendo algo prazeroso transformou-se em uma angustia por fazer ,fotografar escrever..loucura..assim que parei tudo e so agora com a minha gorda Sofia já abrindo o bocao pra comer é que quando tenho tempo e me apetece faço algo legal e publico…adoraria ter mais tempo pra me dedicar a criar e publicar delicias no blog,mas a vida real é dura e os dias mesmo estando no verao parecem acabar mais rapido!!!
    Toma teu tempo flor,e se estiver muito calor senta na sombra ,solta melena e bebe uma cava bem geladinha ôô beleza hehehe
    beijinhos…
    Júlia

  2. Oi Fer.
    Sabe, é estranho a empatia que se cria com alguem que não se conhece e que está tão distante.
    Desde aquele primeiro pedido de ajuda que voce respondeu com tanto carinho á uns anos atras que fiquei sua fã de verdade.
    Nestes anos que tenho seguido o chucrute, tenho desenvolvido um carinho enorme por voce e tornou-se parte da minha rotina diaria consultar, ver as fotos, ver as receitas… o seu blog já se tornou um pouquinho meu tambem (se me permite a ousadia) mas eu/nós só lemos e elogiamos porque todo o trabalho é seu,claro que ninguem quer que o seu blog diminua, muito menos que acabe mas tambem acho que ninguem quer que voce se torne escrava do blog ou que faça por obrigação tem que ter prazer… como diz um dos meus professores na faculdade tem que ter paixão em tudo o que se faz.
    Acho que tem que pensar e fazer o que mandar o coração, e nós cá estaremos para te receber sempre de braços abertos.
    Mais uma dando opinião hahaha.
    Beijos com muito carinho de Portugal.

  3. Ah, não! agora que conheci, por favor, não vá parar, não. Descanse, dê-se um tempo, mas sempre que quiser escrever um pouco, venha e escreva. É ótimo lê-la!

  4. Fernanda, Brisa e quem mais se interessar por Pao:
    Há um livro que mudou muito minha rotina de fazer pao: “Artisan Bread in Five Minutes a Day” Jeff Hertzberg and Zoe Francois (www.zoebakes.com). Confiram. Quanto ao Blog só posso desejar: Tudo de Bom! Obrigada por ter compartilhado suas aventuras culinárias conosco! Joelma Silva

  5. Querida Fer,
    Adoro abrir a web e ler seus posts deliciosos!!!!Seu blog é inspirador!!! Mas mudanças são necessárias ppara a rotina não nos massacrar. Mas…não suma, pleaaaase!
    Boa sorte!!!!
    beijo

  6. Fer, fico feliz que vc está mesmo repensando essa rotina maluca que vc entrou.Faça só o que te der vontade. beijo,

  7. Fer … não se sinta na obrigação de escrever todos os dias … deixe tudo fluir … a qualidade do seu blog é maravilhosa e com certeza a assiduidade não é um fator que vá influenciar nesta questão. Qualquer post seu é maravilhoso … seja 1 vez por dia ou 1 vez por semana!!!!!!!! Bjs

  8. Fer,
    Adoro o Chucrute e sua dedicação a ele é incrível. Mas, concordo que às vezes precisamos deixar nossa rotina mais leve, para que tudo flua melhor. Inclusive para a nossa criatividade não ficar “presa”. Faça uma rotina mais leve com os posts, tire um tempo para você. Nós sempre estaremos aqui.
    E sim, sim, sim acho que você deveria seriamente pensar em um publicação. Seu texto é maravilhoso, suas estórias são incríveis e as receitas. Tá na hora sim.
    Beijos

  9. depois de todos os comentários que li, fiquei pensando o que mais poderia dizer…e acho que o melhor de tudo seria inverter o que é trabalho com o que não é, ou seja, transformar o blog e as experiências em principal, com remuneração! tipo uma assinatura do site, sei lá…é só o que me vem…pois vejo que muitas pessoas como eu acompanham diariamente, e confesso que acompanho mais as suas notícias que as do jornal. =>
    beijos

  10. De tanto ler que os outros liam o blog diariamente, passei a fazer o mesmo.
    Penso como o Eduardo, o Twitter come o tempo. E diferente do blog, que pode mesmo virar um livro apenas com os posts, é totalmente efêmero. Não sei como as pessoas absorvem cada novidade da web e dão conta de frequentar tudo. Algum aspecto na vida, ou mesmo vários ficam de lado: a convivência, a saúde ou outros lazeres que trazem satisfação mais concreta do que virtual. Já tive estas crises várias vezes e elimino o que não vale a pena.
    Seus posts, mesmo sem fotos, valem a pena.

  11. …eu passo por aqui sempre (que dá), às vezes deixo de passar propositalmente, pra ficar um tempo sentada confortavelmente lendo e vendo fotos, revendo post… rever é sempre bacana, e é isso, um dia jazz outro bossa, vai na tua, que eu vou também.

  12. Querida Fer , seu Blog é realmente uma inspiração para mim , suas deliciosas receitas , sua maneira de escrever e suas lindas fotos ! Posso por aqui diariamente , e sentirei tua falta … mas as vezes as mudanças de rotina , de estilo de vida e de pensamentos se fazem necessarias!
    Espero que você continue sim ,mesmo que seja somente de vez em quando !
    Grande beijo

  13. Fer, sigo o seu blog faz muito tempo e a-d-o-r-o. Dá para ver que tem muuuito empenho em cada post, em cada relato e em cada imagem! Mas realmente não dá para deixar o blog tomar seu tempo não, há outras prioridades e acho que ninguém vai ficar triste por ter notícias com menos frequência. O pessoal que lê o blog e que te “conhece” vai ficar feliz se você estiver FELIZ também. Um intervalo faz sempre bem! Tire seu tempo, não some e boa sorte!
    Beijos 😉
    P.S.1: Fazer pão manualmente é maravilhoso e fica bem melhor que na máquina, pelo menos eu acho, tenho máquina e quase nunca uso, só qd tô com muita pressa!
    P.S.2: Vai dar uma olhada nessa matéria bacana do New York Times: “What’s okay to buy, cook, or order anymore? A soup-to-nuts guide to dining with a clean conscience.” http://nymag.com/restaurants/features/58197/

  14. De vez em quando passo por aqui e nunca me arrependo, gostava muito que continuasse com o blog. como sou filha de mãe brasileira e tenho muita curiosidade em fazer receitas ( pouco complicadas e com ingredientes fáceis de encontrar em Portugal) de terras de vera cruz, sugeria que publicasse aqui algumas delas. Muito obrigada por tudo.
    Sandra Costa ( Portugal )

  15. As vezes a gente tem mesmo q dar um tempo, ver o q eh prioridade e colocar tudo no lugar, de maneira q a gente consiga se sentir bem e realizada com o andamento das coisas ne.
    Espero q vc se ajeite ai Fer, take your time, veja o q eh melhor p/ voce, mas nao some hein?!
    Creio q o chucrute seja um respiro de ar puro p/ muitos q passam por aqui!
    Beijos!
    Ana

  16. Oi Fer, espero que esteja tudo bem com vc. Volto semana que vem e podemos combinar alguma coisa. Qto ao blog, desencana. Tenta estabelecer outra rotina, tipo de 2 em 2dias ou 3x/semana. Te garanto que nada muda. Beijao

  17. Fer, administração de tempo é o que todos precisamos. De vez em quando é necessário dar uma desligada (blog, twitter, raio que o parta!)e deixar um pouco no piloto automático.
    Ver no que vai dar!
    Resumindo: O Uriel está certo e nós todos ( que queremos ler/ver as tuas coisas) também, mas quem vai decidir é você.
    O negócio é diminuir o desespero de querer fazer tudo. Conselho: começa cortando o twitter (aquilo é o princípio do inferno . rsrsrs)
    Abs.

  18. Eu não chamaria isso de rotina, mas sim de ritmo. E ritmo é algo tão natural… cada um possui o seu. Faz parte do meu ritmo, por exemplo, visitar o seu blog todos os dias. Mas se ele for atualizado com menos frequência, adaptarei o meu ritmo ao seu!
    Um abraço de mais um dos seus inumeros “fãs”

  19. Fer, como voce sabe, sou novata no mundo de blog. Como talvez voce nao saiba (mas pode ser que desconfie), voce, via seu blog foi uma influencia tremenda na minha decisao de entrar nessa de “blogueira”
    detestaria a ideia de voce cair fora dessa, mas entendo muito bem a necessidade de desacelerar. Seu blog e’ uma fonte de prazer para tanta gente, mas acredito que ele tem que ser uma fonte de prazer para voce em primeiro lugar.
    nao coloque sobre seus ombros uma carga que voce nao precisa carregar.
    Beijao!

  20. ei Fer, apesar de não ter um blog eu acho que te entendo pois creio que um blog como o teu deve dar um trabalho imenso,e deve mesmo cansar.Teu blog é lindo,as fotos, os textos, o capricho,a gente sente muita dedicação e carinho em cada detalhe que escolhes para colocar aqui.Porém concordo com o Uriel,acho que todo este capricho etc. diariamente deve mesmo desgastar e ser cansativo. Não sirvo para dar conselhos a ninguém mas penso que deves respeitar teu ritmo e tua vontade, quem sabe não ficaria mais leve a dedicação se te livrasses um pouco do compromisso diário? Sei lá,é apenas uma opinião. Continuo tua fã como sabes.Beijo!

  21. Oi Fer,
    Passo por aqui quase todos os dias e reitero tudo quanto foi dito pelas outras leitoras…seu blog é inspirador, divertido e lindo de se ver!
    Mas se você precisa de um tempo…take your time, fique a vontade, ninguém vai deixar de vir aqui conferir!
    Um abraço (torcendo pra esse cansaço seu passar logo)

  22. Oi, Fer!
    Descobri seu blog através do blog da Mariana Newlands, que também não conheço pessoalmente.
    Isso faz apenas algumas semanas, mas confesso que uma das alegrias do meu dia é abrir o seu blog e descobrir o que você aprontou de novo…!
    Seja uma receita maravilhosa, uma fotografia espetacular ou um texto prá lá de bem escrito, que é a parte que mais adoro!
    Parabéns pelo blog e por seu talento!
    Uma pena, se você parar, mas precisamos pensar primeiro em nossa saúde, não é?
    Muitos beijos, da sua fã!
    Cristina

  23. Fer, imagino como é desgastante as vezes, mas gosto tanto do seu blog!!Gosto tanto das suas idéias!!!Seu blog me inspira e me ajuda a enfrentar o dia com mais leveza e alegria!!Não nos abandone!!!Beijos!

  24. Fer,
    Eu sou abençoada por ter descoberto o seu blog! E nele me realizo um pouquinho todos os dias… vou tendo idéias, me aventurando na cozinha e pensando no amor que uma comida gostosa iradia! Muito disso vem desse pequeno pedaço de gostosura.. que venho procurar todos os dias!
    Além das dicas, da comidinha… venho procurar a beleza das fotos, os posts de livros, os lugares bacanas daí … venho procurar conforto nas paisagens… esperando sempre ver as flores, as folhas de outuno, os arranjos, os apetrechos de cozinha… enfim… venho alimentar minha alma aqui!Será uma pena se náo tiver os posts tao amados..
    Beijo com carinho,

  25. Acho que a rotina acaba com tudo! Eu não publico no meu blog todos os dias mas, o meu não tem nem metade da qualidade do teu. Uma má foto tua deve ser bem melhor do que uma foto boa das minhas 🙂 Eu gosto de todos os posts, daqueles que mostram as flores lindas, os gatos malucos, as galinhas que decoram alguns cantos da tua casa, os que são apenas palavras tuas ou receitas, mesmo que sem fotos. Eu até gosto de te ler no twitter 🙂
    Acho que já estás entranhada em todos aqueles que te visitam! Não há nada a fazer he he
    P.S.: Adoro a minha máquina do pão, nunca mais parou desde que a comprei e nunca mais comprei pão fora de casa!

  26. Concordo integralmente com as demais pitadas.
    De repente entristeci com a possibilidade de não
    encontrá-la sempre neste blog que eu e minha família amamos tanto.
    abraço carinhoso

  27. Querida Fer,
    Vc sabe que os unicos paes que compro sao croissant (ainda nao me aventurei a fazer) e o rustico, que sempre tenho congelado, pois as vezes na hora “h” nao da tempo de fazer.
    Fer, eu costumo fazer pao no Sunday. Qdo me planejo, comeco no Saturday para aqueles cujo processo eh mais longo. Mas no Sunday eh dificil falhar: se estou com tempo e energia, faco a mao, se nao vai na maquina de pao tb. E procuro variar de acordo com a vontade “deles” (KC & Bella). Qdo o Kim morava em casa, cheguei a fazer durante a semana tb ( no modo rapido, que fica tao bom qto), mas agora soh 1 pao/semana basta.
    Bem..tagarelei pra deixar a dica.hehe..
    Bjs amiga!

  28. Fer, entendo seu sentimento de querer mudar, repensar, parar, refletir… tudo isso. Mas por favor, lembra que você faz parte das nossas rotinas e eu (e talvez muita gente) ainda não estou preparada para sair dessa rotina que seu blog me habituou. Tenho aprendido tanto, tenho ensinado e falado tanto de suas comidas e “experiências” que todo mundo aqui em casa já pergunta se isso que estamos comendo é invencionce da Fer quando nota alguma coisa diferente na mesa. E geralmente é… 🙂
    Bjs

  29. Concordo inteiramente com a Gasparzinha. Letra por letra. Por puro egoísmo, já que ADORO a rotina de xeretar seu blog TODOS os dias.
    Beijos

  30. Sabe, uso uma câmera fotográfica tão simples, que só tira boas fotos com luz natural. Me programava para fotografar apenas com a luz do dia. Agora me forço a desencanar e aaproveitar a comida. Fotografo só se a situação permitir.
    Nunca tive máquina de pão. Um item prático, mas tenho adoração pela massa de pão sovada na mão. espiar a massa crescendo, aquela espectativa boa…ficar na frente do forno paraa ter certeza que o pão vai crescer…rsrsrs
    bjo

  31. Fer, tendo o seu blog o historial que tem, imagino que por vezes a rotina tb se apodere dele…
    Mas tu és única e o teu blog faz parte das nossas rotinas.
    E rotina é uma coisa sagrada!
    Não repenses muito, pois como está, está com a excelência de sempre.
    Beijinhos. 🙂

Deixe a sua pitada: