o final de dia [calorento]

Fui caminhar durante os últimos minutos do entardecer, quando a luz já estava serena, depois do sol ter baixado daquela linha que fica bem direto com os nossos olhos e provoca uma luminosidade dolorida. O dia foi relativamente quente para essa época do ano. Fez trinta e seis graus celsius, uma onda baforenta fora de hora, que sempre nos tira dos eixos e do percurso natural das coisas. Fui caminhar mais tarde porque fiquei contando uns causos pro Uriel, enquando comia triângulos cortados de uma laranja dulcíssima e ele lavava as panelas e as travessas do nosso jantar. Quando pisei no arboretum, que é cortado nas suas três milhas de extensão por um riacho, senti na hora a umidade vinda da água, vaporizada no ar pelo calor. Caminhei meus rotineiros quarenta minutos sentindo todo tipo de cheiro. Eu tenho um olfato bem calibrado que adora perceber todos os aromas e fedores deste mundo. E ele aspirou, ora entusiasmado, ora repugnado, odores secos e molhados dos mais diversos. Cheiro de mato, de paina, de flores, de musgo, de terra, de pena de pato, de poeirão de esquilo, de casca de árvore, de chinelo de dedo, de suvaco de corredor, de bosta de cavalo, de galho quebrado, de folhas boiando na água, de brotos de cereja, de madeira vermelha, de óleo de pinho, de pavimento esfriando. O dia ferveu e o arboretum mudou seus cheiros, que foram registrados em pormenores pelo meu poderoso nariz.

5 comentários sobre “o final de dia [calorento]”

  1. Somos duas com olfato apurado Fer! Eu mal passo por um lugar e ja sinto aromas e cheiros, meu marido por outro lado acho q nasceu com defeito nasal, eh impressionante, ele nao sente cheiro de nada.
    Outro dia fui buscat Matheus e era hora do almoco, meu marido estava trabalhando em casa e eu pedi p/ q ele ficasse de olho em uns legumes q eu tinha colocado p/ roast no forno. Ainda falei “de uma olhadinha e vire eles se for necessario”…. e adiantou? Nada, quando voltei estavam todos pretos, viraram carvao de um dos lados… eu deixei o forno nao muito alto mas mesmo assim meu forno eh uma bos… e acabou esquentando demais (as vezes eu odeio meu forno viu). Eis q eu entro em casa e o cheiro estava daqueles… chamo o marido e ele “nossa, nem senti cheiro nenhum”… eu mereco viu!
    Mas eu gosto de ter um olfato sensitivo, eh bom, ainda mais quando sentimos cheiros doces das frutas, flores, eh tao gostoso, e tem gente q nao sente nada disso!
    Beijos
    Ana
    Ps: a paisagem esta mudando por aqui tbem, eu adoro essa epoca, eh tao mais alegre, a depressao de inverno vai pra bem longe de mim quando a primavera chega!

  2. ei dona moça, a senhora ainda muito sumida e não dá o ar da graça lá no blog faz horas. temos uma novi lá hoje. vê se dá uma passada por lá e prove ainda ser nossa amiga 😉
    bjão!

Deixe a sua pitada: