sopa de feijão com alho-poró

feijao_alhoporo_1S.jpg
Safei-me da chuvarada por questão de minutos. Nesses dias molhados, fico na torcida para que a chuva cesse ou diminuia nos horários em que tenho que pedalar minha bicicleta. Até que tenho tido sorte. Especialmente na noite de ontem, quando cheguei em casa e ainda estava falando os meus oizinhos para os gatos na cozinha, quando ouvi o aguaceiro caindo com força— fazendo um barulhão, os filetes grossos de água visíveis caindo do céu, uma verdadeira tempestade.
Embora a chuva atrapalhe um pouco a minha vida, tenho evitado reclamar. Depois de três invernos de pouca chuva, o governador Arnold Schwarzenegger já decretou estado de emergência no sistema de fornecimento de água na Califórnia. Vamos ter que racionar e se não racionarmos por livre e espontânea vontade, vamos ser forçados a fazê-lo, pagando altas taxas para gastos acima do estipulado. Os agricultores também terão que racionar água. Num estado com uma produção agrícola como a da Califórnia, isso pode significar muitos problemas. O que não paramos para pensar é que nenhuma das maiores culturas produzidas neste estado são nativas daqui. Na verdade a Califórnia era um imenso deserto, transformado numa super produtiva área agrícola pelas mãos [e cabeças] dos homens, usando tecnologia e irrigação. E sem água, não há como irrigar.
Pelo bem das frutas, verduras, legumes, grãos e nozes que consumo diáriamente, estou torcendo para chover mais, chover muito, chover sem parar. Somente se chover muitas tempestades como a da noite de ontem nas próximas duas semanas, vamos nos livrar do racionamento. Então chova, chuva, por favor, chova sem parar!
E o jantar de uma noite de tempestade tinha que ser uma sopa. Mas que sopa, já que a chuva pareceu ter lavado minha inspiração e carregado bueiro abaixo todas as minhas idéias? Na geladeira, um tanto de sobras de feijão cozido e alguns allhos-porós, novidades da semana na cesta orgânica. Sopa de feijão com alho-poró foi então o centro do jantar da noite. Foi só bater o feijão no liquidificador com um pouco de caldo de legumes e passar tudo pela peneira. Numa panela, refogar os alho-porós cortados bem fininhos—parte branca e verde, em bastante azeite. Quando o alho estiver molinho, jogar o caldo de feijão coado, adicionar sal e pimenta moída e deixar ferver. Então adicionar qualquer tipo de macarrãozinho, eu usei um de estrelinha, e deixar cozinhar até o macarrão ficar cozido. Servir a sopa bem quente.

11 thoughts on “sopa de feijão com alho-poró”

  1. Fer, me ajuda numa? Green onion é o mesmo que scallion que é o mesmo que alho poró? Se for, eu vou poder fazer essa sopinha com um feijão preto que cozinhei ontem. =)
    R: Barbarella, green onions eh uma coisa, scallions eh outra coisa e leeks [alho-poró] eh outra coisa–tres coisas diferentes. Mas dah pra fazer sopa de feijao com qualquer um deles. Manda bala! 😉 Fer

  2. Hummmmmmmmmmmmmm, sopa de feijão, alho-poró + batatinhas + cenouras…e tcharãm: macarrão “Maria” lembra? é o modelinho mais retrô que me lembro dos macarrões…Prato dos Deuses…
    Mas olha que tá dando dó de ver as nevascas por aí! Você sabe que no interiorrr de São Paulo não sabemos o que é isto, né? Até no nosso humilde inverno de 5-6 dias, a gente acaba indo para o Clube das Águas aqui perto???
    Mas água…as águas são bençãos de Deus que caem em forma de gotas, então concordo com vc: nem reclamar: agradecer e pedir mais! Oremos pela fartura e alegria que vêm com elas…
    Um grande beijo, amiga distante.
    PS: Vc têm 2 gatos, em casa temos 9 cães, todos de Raça: Vira-Lata!!!

  3. adoro sopa de feijão!!!
    assim como à ana, ela me lembra minha infância e adolescência. minha avó, que morava na fazenda, fazia TODAS as noites – inverno ou verão -, e jamais esquecerei o sabor. era feita com aquele macarrão furadinho, tipo espaguete, que vinha num pacote azul.
    bons tempos, aqueles…
    bj

  4. Fer, faz já algumas semanas que “bato ponto” aqui e sempre saio com apetite, com idéias novas (as suas) e sobretudo com disposição de por a mão na massa. Brigadim por tudo! A propósito do clima, aqui em Sampa ontem a temperatura estava mais alta do que no Senegal. Nem podemos mais falar em calor senegalês.

  5. Gostei muito da sugestão!
    Comprei meu primeiro alho-poró da vida e tenho que fazer alguma coisa.
    Vou começar com uma sopa de abóbora, batatas e alho-poró da Cooking Light. Depois, quem sabe, com o que restar do alho-poró posso fazer esta outra sugestão?
    Parece muito gostoso e com o friozinho que ainda faz aqui, apetece bastante.
    Aqui na Florida chove todos os dias no verão. Neste inverno não choveu quase nada.
    Bjs 🙂

  6. Querida Fer, vou torcer por voces. Akih, nao ha sinal de chuva..:-/
    Sua sopa me deixou com agua na boca..e olha que acabei de almocar!! hehe
    bjs

  7. Nossa que delícia…… Aqui em São Paulo está fazendo um calor desumano….. Ainda não dá para pensar em comida quentinha, mas fiquei morrendo de inveja da sopa e do clima mais frio.
    Um beijo,

  8. Hummm, sopa de feijao lembra minha infancia! Minha mae fazia sempre, toda semana o restinho do feijao virava sopa, antes dela cozinhar mais uma panela de feijao p/ a semana seguinte.
    Meu macarrao preferido p/ sopa de feijao eh spaghetti… vai entender ne?! Minha avo fazia assim e a sopa de feijao dela era a mais gostosa de todas!
    Beijao Fer!
    Ana
    Ps: aqui tbem choveu, choveu, choveu, 2 dias sem parar, ai nevou um montao, nao teve escola, minha irma ficou ate presa no aeroporto de NY (tinhamos ido passear as duas, eu consegui voltar p/ casa mas ela passou um dia no aeroporto antes de voltar p/ o Brasil) com a nevasca de la, e o pior de tudo eh q ainda continuamos com deficit de chuva…. vamos chamar os indios e treinar a danca da chuva, falta de agua ta virando problema em todo lugar nao?!

Deixe a sua pitada: