Óleo Cultura

oleo cultura oleo cultura
oleo cultura
oleo cultura
oleo cultura oleo cultura
oleo cultura oleo cultura
oleo cultura oleo cultura
oleo cultura
oleo cultura

[ainda na Espanha…]
No último dia em Córdoba fomos almoçar com todos os nossos amigos no Restaurante Óleo e Cultura, que fica na pequena cidade de Castro del Rio, instalado num antigo moinho de azeite. A comida estava impecável. De entrada tivemos umas tostaditas com fatias finérrimas de bacalhau, outras com pimentão vermelho e berinjela, mais pão fresco com azeite orgânico para molhar, croquetas de bacalao e o delicioso salmorejo, que é uma sopa de tomates do outro mundo. De prato principal eu pedi um bacalau que veio misturado com ovos, cebolas e batatas, como num mexido, feito com muito azeite. O Uriel pediu um peixe espada. De sobremesa eu pedi fatias de laranjas regadas com mel. Adorei essa opção de pedir fruta fresca como sobremesa.

Nas estradas que percorremos na Espanha—de Madrid a Córdoba, depois até Sevilla, até Granada e nas redondesas de Córdoba, só o que se vê são oliveirais. Árvores de azeitonas a perder de vista. Fiquei com a impressão que o país é todo coberto de oliveiras. Disso para o paraiso, falta pouco!

2 thoughts on “Óleo Cultura”

  1. ei Fer,tu bem que poderias conseguir esta receita da sopa de tomates perfeita com teus amigos,e depois publicas no Chucrute! Já vi que estás na Itália mas não dá para dar uma fugida até Barcelona? beijo!

Deixe a sua pitada: