cornmeal crunch

cornmeal_onions_1S.jpg

cornmeal_onions_2S.jpg

Esta receita super natural de cornmeal com cebola caramelizada da Heidi Swanson é sem dúvida alguma o fino da bossa. Recomendo que se use o mesmo tipo de cornmeal que ela recomenda. A textura final desse prato é algo sensacional. O passo mais demorado é o da caramelização da cebola, mas use o tempo gasto na frente do fogão, mexendo a cebola com uma colher de pau, para meditar. Não tem nada melhor que meditar em ação, preparando um rango bom e forte como esse.

1 1/2 xícara de cornmeal integral
Sal marinho
4 xícaras de cebola picada – mais ou menos 3 cebolas médias
1/4 xícara de azeite
1/2 xícara de queijo parmesão ralado na hora
3 xícaras de água ou caldo de legumes * usei água

Primeiro caramelize a cebola. A Heidi cortou a dela em micro pedacinhos, mas eu [cujo nome do meio é preguiça] resolvi cortar em fatias no mandoline e deu certo. Numa panelona de fundo grosso refogue a cebola em azeite até ela caramelizar. Demora um pouco e tem que ficar mexendo, pra cebola não queimar ou grudar na panela. Mas o esforço e o tempo gasto valem a pena. Vai mexendo até a cebola ficar amarronzada, com aparência de caramelizada. Não esqueça de acrescentar um pouco de sal marinho.

Enquanto a cebola carameliza, coloque o cornmeal numa vasilha e misture com 1 1/2 xícara de água [ou caldo de legumes, se for usar] e uma pitada de sal. Reserve. O cornmeal que a Heidi usou é o integral medium grind, que tem uma aparência bem rústica e faz toda a diferença no resultado da receita. O substituto desse cornmeal seria um preparado bem grosso para polenta.

Quando a cebola estiver quase pronta, ligue o forno e pré-aqueça em 400ºF/ 205ºC. Unte uma forma retangular de 22 por 30 cm com manteiga e depois polvilhe com farinha, ou forre o fundo com papel vegetal, que foi o que eu fiz [porque meu nome do meio é mesmo preguiça]. Também mudei a forma, usei uma redonda e funda.

Se a cebola já estiver caramelizada, desligue o fogo e reserve. Numa outra panela coloque a outra parte da agua ou caldo de legumes—1 1/2 xícara. Deixe a água levantar fervura e então adicione a mistura de cornmeal que estava de molho. Misture bem com uma espatula e mexa no fogo médio até a mistura ficar bem grossa, mais u menos uns 5 minutos. Remova do fogo e junte 2/3 da cebola caramelizada e o queijo ralado. Misture bem e coloque na forma previamente untada ou forrada. Regue com azeite e leve ao forno por 45 minutos. Antes de servir decore com o restante da cebola caramelizada e se quiser, mais queijo ralado.

9 thoughts on “cornmeal crunch”

  1. Oi Fer
    Sou leitora diaria do seu blog e ADORO TUDO!!! desde as fotos ás receitas e já tirei varias ideias para as minhas comidinhas. Aliás mandei um mail desesperado para voce no inicio do inverno e adorei as dicas mas acho que nunca cheguei a agradecer (mil desculpas)!
    Adoro tambem o facto de que está sempre inovando aqui no blog e os links são uma optima ideia, bem bacana!!
    Parabens e continua assim!!
    Beijos de Portugal
    Isa

  2. Oi, Fer! Nossa que carinha rústica este bolo!!! Vou fazer com aquela farinha de milho grossa ( das que no interiorrr fazemos farofa) veremos o que resulta!!!…Ah, que lindas as tigelinhas dos noodles, e estes seus talheres de madeira…uma graça. Um beijo. FELIZ DIA DA MULHER ( amanhã) TUDO DE BOM!!!

  3. Fer, fiquei com água na boca também. Mas nunca vi esse tal de cornmeal aqui no Brasil. Será que é fácil de achar?
    Adoro o seu blog, suas fotografias, suas receitas e o seu jeito gostoso de escrever. Parabéns!

  4. Fer, que foto a do noodle. E estas da cornmeal! Espetáculo.
    E além de gostoso, o Chucrute está cibernético! Muito boa esta tecnologia das informações. Donde você tirou? É o fino da bossa !
    Abs.

  5. Fer,
    Ler seu blog é uma terapia diária! Acho uma delícia a forma como você escreve, tão leve, descontraída e com um bom-humor contagiante!
    Me faz pensar em coisas quentes, coloridas e alegres! Isso me faz sentir em casa, em um lugar comum, fora do Brasil, esse sentimento que compartilham os que vivem tão longe.
    Além disso você sempre me mantém atualizada em relação aos clássicos do cinema.
    Parabéns pelas maravilhas de textos, fotos e ideias!
    Um abraço!

  6. Esse bolo salgado está no meu del.icio.us há muito tempo, mas nunca sei se tenho o tipo certo de cornmeal. Que vontade de roubar uma fatia, está com um aspecto tão bom!
    Beijo *

Deixe a sua pitada: