com aqueles limões

limao_limonada_2S.jpg fiz uma limonada Voltando de uma caminhada, passei pelos limoeiros de ninguém já carregados com os limões que ninguém quer. Apanhei alguns e corri fazer uma limonada. O sabor dessa limonada de limão cravo [rosa, vinagre, china, bravo, rangpur] é extremamente nostálgico pra mim, pois lembro das minhas visitas ao sítio da minha tia Anah, onde tinha um limoeiro desses, cujos limões sempre viravam uma deliciosa limonada.

6 thoughts on “com aqueles limões”

  1. Meu vizinho tem um pé que produz o ano inteiro e sempre me presenteia.
    Pra mim também é infância pura e casa de vó.
    Meu filho faz limonada também: bate no liquidificador com pedras de gelo e coloca sal na borda do copo…quase uma margarita sem álcool e “brasilianíssima.”

  2. Fer,
    Em BH a gente chama ele de limão capeta, em Formiga, de laranjinha… Lá no Rio ele era relegado a último plano!!! Era rejeitado mesmo!Chamavam de limão galego! pode?
    Qdo mudei pra BH, aprendi a fazer limonada com ele e tirava diretinho do pé!!! E temperar carne de porco, então? O cheiro do danado… hummm!!!

  3. Sou capaz de passar horas cheirando as folhas desse limão. Tb gosto de espremer o suco direto na boca tb. É gosto de infância mesmo! Tinha no sítio da minha família.
    bjs!

  4. Por aqui dizemos assim, com o sentido de auto-ajuda:
    Se a vida lhe der um limão, faça uma limonada; se lhe dá uma laranja, faça uma laranjada; mas se a vida lhe der um burro, não vá fazer uma burrada.
    Belo blog. Parabéns.

  5. Adoro limão-cravo! É muito cheiroso! Tinha no quintal da minha avó, em plena Mooca, bairro de SP. Agora tem um pé plantado nos fundos do restô da minha mãe, no interior de SP. Pena que estou tão longe. Pra vender, desses não ecziste!

Deixe a sua pitada: