o minestrone de anteontem

minestrone_S.jpg
Outra sopa? Sim, outra sopa!
Felizmente existem sopas e saladas para alimentar pessoas preguiçosas e eternamente cansadas como eu. Tem dias—e esses dias parecem ser quase todos os dias—que só dá ânimo pra coisas fáceis, rápidas e de preferência feitas numa só panela. E na noite em que o minestrone figurou no menu, eu tive vontade de mastigar, de comer algo quente e pedaçudo. Nada mais prático então do que essa sopa super versátil, que não precisa de receita, ajuda a dar cabo de legumes e verduras acumulados e ainda fica reconfortante e deliciosa.
Nessa versão eu usei algumas fatias de um ótimo bacon, que cortei em cubinhos e fritei numa panela de ferro robusta. Depois acrescentei cebola picada, cenoura em cubinhos, abóbora em cubinhos, uma lata de feijão mulatinho cozido [pinto beans], alguns quiabos cortados em rodelas e um pequeno pimentão. Juntei um litro de caldo de cogumelos, um pouco de água e um outro pouco de vinho brano. Deixei cozinhar até engrossar, daí acrescentei um punhado de ORZO e sal a gosto. Deixei fervei, desliguei e acrescentei bastante salsinha fresca picada. Servi com fatias de pão rústico sweet batard.

5 thoughts on “o minestrone de anteontem”

  1. Parece delicioso.
    Antes de ler seu post, achei que era karêraisu, ou carê, ou curry. Hummmm, em casa só eu e meu filho mais velho gostamos. Você já experimentou? a origem do prato é indiana eu acho né?
    Dia desses vou tentar seguir sua sugestão e fazer a sopinha, sem o orzo que não sei o que é hehehehe…logo logo entrando o inverno por aqui, que venha as sopas não???!!!!
    bjs e sayonara
    madoka

Deixe a sua pitada: