controlando as pestes

Outro dia o Uriel achou uma aranha viúva negra caminhando alegremente pelas cobertas da nossa cama. Logo em seguida os inquilinos avisaram que tinham matado mais duas delas na varanda da casinha. Fechamos rapidamente todas as possíveis entradas de aranha, como ralos de pia, e chamamos imediatamente o serviço de controle de pestes. Já tivemos uma viúva negra no quintal, mas dentro de casa, em cima da cama, é sinal vermelho piscante—pode parar já com isso!
Então quando o Uriel ligou lá no serviço de controle de pestes, perguntando como iria ser feito o aniquilamento das aranhas, se eles iriam espirrar algum tipo de pesticida e se seria algo tóxico, já foi avisando—olha, nós temos uma lebrezinha vivendo no quintal e eu não quero que nada aconteça com ela, hein? não tem perigo dela se intoxicar? porque se a NOSSA lebre morrer, eu cancelo o serviço com vocês no mesmo minuto! Os caras garantiram que o produto que eles vão usar não vai fazer mal nenhum à NOSSA lebrezinha. Ufaaa!

16 comentários sobre “controlando as pestes”

  1. Aqui em casa tem muitas aranhas marrons, hoje mesmo quando estava saindo para ir no mercado, matei uma que estava “entrando”, eu sempre compro veneno para aranha e borrifo em todas as janelas e batentes para evitar que elas entrem por frestinhas.
    Não sou de ficar acordando durante a noite, mas quando me mudei para minha atual casa, acordei no meio da primeira noite, matei duas aranhas na minha cama ( em baixo dos cobertores ) e umas 10 no mínimo espalhadas pela casa. Bom, isso faz um ano, acho que não tem nada apodrecendo em mim :P.
    Espero não ver mais essas aranhas marrons :P.

  2. Cuidado com os gatos, se eles comerem alguma aranha ba-bau, aranhas são altamente venenosas pros bichanos.
    E muito fofo o Uriel preocupado com a lebrezinha :o)

  3. Por aqui, vira e mexe aparecem aranhas marrom, uma espécie típica do Paraná, minúscula e super venenosa. Sabe o que eu fiz? Trouxe ovinhos de lagartixa de um amigo do meu marido, que é marceneiro e cujo barracão tem muitas. Agora temos duas inquilinas “ripitchucas” (como chamamos as lagartixas) que têm nos ajudado a eliminar as aranhas, principalmente da garagem onde o marido tem suas ferramentas, latas de tinta, máquinas de furar, cortar, serrar,….

  4. Agora entendi o nome feminino do gatinho. Muito bem. Então vc é rica proprietária de um lar cheio de vida…incluindo as aranhas hein? rsr…
    Um abraço carinhoso para o adorável casal Fernanda e Uriel.
    Parabéns

  5. Uma viuva-negra????
    Que medo!!!! Já não dormia descansada nunca mais.
    Que bom que o Uriel se lembrou da hospede do quintal, e que nada de mal lhe vai acontecer, ela já tem nome?

  6. Ai, Deus! Aranhas! É a minha fobia mesmo. E no entanto, há tantas onde vivo. Brrrr…
    Já vivi numa terra tropical onde acordava de vez em quando com aranhas gigantes e peludas a trepar pela parede do quarto… E essas não eram perigosas comparadas com as “red back”, pequenas mas mortais. Até sinto suores frios… Que horror!
    Claro que você tem de por um ponto final a essa praga. E ainda bem que não vai prejudicar a lebrezinha. 🙂
    Beijão saudoso.

  7. Oiii
    Aqui em Curitiba sofremos com surto de aranhas marrons. São muitas! O veneno delas pode ser mortal, elas gostam de se esconder em lugares quentes e sua picada é indolor. Quando a pesoa percebe, o estrago está feito. Medo, né? Mas piora: ainda não há veneno contra elas. Então, não sei se ajuda (não sei se isso vale para todas as aranhas). Elas evitam cravos da índia – espalho muitos pela casa inteira. Também odeiam querosene – um copinho num balde d´água é sufiente, passe no chão e nos móveis, não fica cheiro. E muito aspirador de pó em todos os cantos. E sacuda as roupas antes de vestir, os lençóis também.

  8. Se eu aqui em casa fico quase doida com a enorme comunidade das “minusculas formigas sem fim”,imagino vce ai com aranhas viuvas negras,que medo!!!A sua Lebre é tudo de bom,pior que eu tbem numa epoca morava no pé de um morro e entre tantos amigos da selva,tinha uns largartos comedores de tomates que me deixavam doida,mas fiquei muito triste qdo me mudei,agente se apega aos bichinhos né? Tem momentos em que preferiria meus lagartos que estas formigas invasoras!!hahaha
    bjos

  9. Nossa imagina só ter viúvas negras na cama…imagino sua preocupação tb por causa dos seus gatinhos, o veneno delas na gente é perigoso, em gatos é fatal em poucos minutos.
    Já adotou a lebrezinha! Também tão fofa, eu fiquei apaixonada por ela!!! lindinha demais!
    Beijos!!!

  10. Pronto, já é da casa. A adopção já foi finalizada 🙂
    (que medo, isso de ter viúvas-negras na cama! Eu sou meio aracnofóbica e as de cá não sou venenosas, acho que aí eu morria!)
    Beijo *

Deixe a sua pitada: