trimestre da primavera

Mais um ciclo se inicia. As aulas recomeçaram, o campus se encheu de estudantes e muitas daquelas arriscadas bicicletas. A população agora se divide em quem está sofrendo com a gripe e quem está sofrendo com alergias. Eu estou apenas tentando manter os olhos abertos, porque o vento ou outro mensageiro maldoso me presenteou com uma horrorilda conjuntivite. A cidade está coberta de pétalas de flores, algumas já se decompondo. O vento sopra gelado, dando a impressão de que tempo quente é apenas fruto da nossa delrante imaginação. Minha horta está renascendo de uma maneira excitante. O orégano reapareceu em diversos pontos, assim como a menta chocolate, que folgada como ela só já está se espalhando. Também tem chives e tomilho, a sálvia ainda mirrada, alguma salsinha e um montão de rúcula, picante e verdona. A cesta orgânica recomeçou sem muitas novidades—um maço pequeno de espinafre com folhas imensas, ramos de alho verde e mais aspargos magrelos. Estou notando a ausência das rosas, que já deveriam estar enchendo os meus vasos. Minhas roseiras ainda estão peladas, mas não por muito tempo—em breve, quem vier verá.

3 comentários sobre “trimestre da primavera”

  1. Lindo texto Fer! A primavera já se nota aqui mas hoje vai estar muito calor para a época (26ºC), já apetece praia! Por isso anda tudo doente, de dia está calor mas à noite volta o frio (9ºC).
    Bjs tenha um bom dia

  2. Adorei as receitas.. Acho que vou tentar a sopa de cenoura sabado. Parece otima!
    Sera q funciona adicionar uma carninha?
    Bjs
    oi, te mandei um e-mail mas voltou.
    na minha opiniao nao cabe uma carninha nessa sopa.
    mas tenta, se ficar bom me conta, tah? 😉
    beijo, Fer

Deixe a sua pitada: