goodbye

Minha casa de hóspedes está vazia. Vamos fazer umas reforminhas, pois uma das floreiras quebrou e a madeira estava apodrecendo. O Uriel quer jogar bark no jardim, pra deixar tudo mais fácil de manter. E queremos fazer um upgrade no ar condicionado, além de pintar os armários do banheiro. Depois que tudo isso for feito, vamos anunciar a casinha para alugar novamente. Ela é um tipo de studio, com sala ampla, banheiro enorme, cozinha minúscula e um dormitório num loft.

Encerrou-se mais uma etapa, com a formatura da nossa querida e divertida inquilina. Ela agora vai trabalhar um pouco com o pai, depois vai se aprimorar na carreira, que ela ainda não decidiu se será na área de saúde ou do meio-ambiente. Estávamos jantando com convidados quando ela apareceu na porta, toda descabelada e molhada, com a roupa suja de material de limpeza. Ela veio se despedir, dizer obrigada, nos dar um abraço. Foi um momento constrangedor, já que tivemos que levantar da mesa, ainda mastigando, com nossos convidados olhando com cara de , e dizer ali no meio da sala de jantar—boa sorte, felicidades, vamos sentir saudade, mantenha contato! Ela retrucou com o sorriso metalizado de aparelho dentário que nós somos muito bacanas, aquela lenga-lenguice de sempre.

Mais tarde, quando estávamos aconchegados conversando com os convidados na sala, materializam-se na porta de vidro, primeiro o irmão, depois o pai, ambos sorridentes e felizes, vieram dizer obrigado por tudo, apertar fortemente a nossa mão, reafirmar que nós somos mesmo muito bacanas. Foi uma despedida familiar. A casinha agora está vazia. Fico sempre naquela expectativa meio pessimista, será que vamos encontrar outra inquilina tão querida e divertida quando essa? Pode ser que sim, pode ser que não. A única certeza que eu tenho é que ela virá nos visitar, vai bater na porta da frente exibindo o seu sorriso metálico, vai dizer que veio ver como estávamos e nós vamos pedir para ela entrar e convidá-la pra sentar, porque com certeza nossa amiga e ex-inquilina vai chegar justamente na hora do jantar.

15 comentários sobre “goodbye”

  1. Oi Fer,
    Que casinha mais linda!!! AInda não conhecia, mas dá vontade de ficar lá.E, com o tempo, venho aprendendo que menos é mais. Uma casinha com tudo isso,o que precisamos mais?
    Beijos da sua amiga de Brasília
    Lylia

  2. Querida Fer,
    Tenho certeza que houve muito amor e agradecimento na simplicidade dela e da familia. Que o proximo/a seja tao bom/a assim (e divertido/a tb, pra alegria nossa, leitores:))
    Beijos e Happy Friday:)) I’m sick:((
    Bri

  3. Adorei a descrição da casinha e a foto! Deve ser perfeita, para mim chegava-me =P
    Espero que tenha sorte com o(a) novo(a) inquilino(a)!
    bjs, bom resto de semana!

  4. Poxa Fer,
    Até eu vou sentir falta da garota!
    Dei muitas risadas com as estórias dela, principalmente as observações que ela fez quanto a alimentação de vcs.
    Vamos torcer por outra figura!

Deixe a sua pitada: