The Big Tomato

tomatoe_tomato_event_2s.jpg
tomatoe_tomato_event_8s.jpg
tomatoe_tomato_event_3s.jpg tomatoe_tomato_event_5s.jpg
tomatoe_tomato_event_ 21s.jpg tomatoe_tomato_event_ 13s.jpg
tomatoe_tomato_event_ 10s.jpg tomatoe_tomato_event_ 15s.jpg
tomatoe_tomato_event_ 12s.jpg
tomatoe_tomato_event_ 16s.jpg tomatoe_tomato_event_ 17s.jpg
tomatoe_tomato_event_ 20s.jpg tomatoe_tomato_event_ 19s.jpg

A Ashley tinha me dado um toque, que haveria um evento do tomate aqui em Davis, mas ela não sabia onde, era pra eu ficar de olho. Eu fiquei interessada, mas esqueci de ficar de olho, pois fui carregada na avalanche dos zilhões de acontecimentos da semana e nem lembrei de pensar no tomate.
Mas como se diz por aí, se Maomé não vai até a montanha… O evento do tomate simplesmente apareceu na minha frente, enquanto eu fazia a minha caminhada semanal do sábado pela manhã no Farmers Market. O tal evento do tomate estava bem ali, no meio do gramado do parque. E parecia animado, lotado de gente. Fui lá checar.
O evento, batizado de Big Tomato, foi uma iniciativa do Yolo County Agricultural para promover uma conexão entre a população e a produção número um do nosso condado de Yolo, o tomate. A UC Davis desenvolveu pôsteres com informação sobre a cultura do tomate, e havia distribuição de livretos de receitas e mudinhas de plantas de tomate—eu peguei uma, que vai ficar num vaso, dentro de casa, até meio de abril, quando já vai estar quente o suficiente para plantá-lo na horta. Mas o que estava fazendo sucesso com o público eram os inúmeros restaurantes, entre os melhores da região, oferecendo amostras de comidas preparadas com o ingrediente astro. Eu não provei nenhuma, porque não curto muito essa coisa de pegar amostra de comida em lugares públicos, mas a paella de inverno do Tuco’s, um dos meus restaurantes favoritos aqui em Davis, estava muito bonita e chamativa. Encontrei alguns conhecidos lá, entre eles uma escocesa com quem trabalhei na International House e ela estava animadíssima, provando todas as coisas deliciosas e lambendo os beiços.

9 comentários sobre “The Big Tomato”

  1. Adoro seus posts sobre a tomatada que tem por essas bandas! No livro da Carla Pernambuco tem uma receita ótima de catchup caseiro, vou fazer e te conto como ficou… deve “ornar” com esses tomates docinhos daí 🙂

  2. Na região onde temos o sítio, os pequenos agricultores plantam tomate e pimentão. As plantções são uma beleza mas não compro devido a grande quantidade de inseticida queles usam. O tomate e o pimentão chega a ficar com uma camada branca, depois eles limpam e fica tudo brilhando e nós comendo este “tempero” extra.
    Bjs!

  3. Fer, esses bolinhos com molho! Esse sabado fui no viveiro de plantas e comprei cebola branca, roxa e pimenta dedo de moca. Preparei uma parte da orta e plantei tudinho, mesmo lendo nas instrucoes que temem as geadas e a temperatura deve ser de 15 graus. Espero que de certo, como todo ano nao aguento ate’ o fim do inverno … E’ melhor esperar ate’ metade de abril, voce tem razao, porem sofro de ansiedade, beijos, Maria

  4. Esta semana joguei sementinhas de tomate cereja nos meus canteiros. Eles costumam produzir muito. Os pés não são tão bonitos, mas dão frutos bem docinhos e depois de algumas colheitas eu costumo arrancá-los.
    Estas comidas das fotos deviam estar muito boas…
    Tenha uma boa semana.
    Um abraço

  5. Ah, eu provaria tudinho, sem nenhum grilo, pq está tudo com uma aparência deliciosa, nham, nham!
    Quem me dera encontrar um evento desse por aqui.
    Bjs

  6. feeeeeeeer, lindona, olha só que coisa: eu entrei aqui agora para procurar uma receita de tomate com alho que vc come com torradas, como aperitivo, e dou de cara com um post sobre TOMATE! :-))) tchans!
    beijo

Deixe a sua pitada: