e foi assim que fiz mais um jantar

improviso2s.jpg
improviso4s.jpg

A semana começou no sábado e já num ritmo de ziriguidum. Vou confessar que tenho estado sempre exausta e que muitas vezes sinto um enorme vazio, na cabeça e no estômago. Fico extremamente feliz e realizada quando descolo uma receita antecipadamente, ou quando me dá aquela idéia brilhante no meio da tarde, e festejo quando abro a geladeira e está tudo ali na minha frente, só preciso juntar os ingredientes de uma maneira mais ou menos metódica—picar, juntar, misturar, refogar ou assar, e prontíssimo, o jantar está servido.
Mas tem dias que nem com a vaca tossindo o menu do jantar se concretiza. Eu até que tinha uma vaga idéia de um rango improvisado: iria ser um macarrão com brócolis. Mas tive que dar um pulo no supermercado e lá o tal macarrão com brócolis entrou num processo de metamorfose. Primeiro vi no olive bar uns pimentões vermelhos assados. Pensei, uhm, vou colocar tiras desse pimentão no macarrão com brócolis, estou ficando audáciosa! Virando no primeiro corredor, peguei vários pães, um de queijo asiago da padaria mais fofa de Davis, a Village Bakery. Na outra esquina do supermercado vi umas irresistíveis linguiças recheadas com erva-doce. Bom, vou ter que tomar uma decisão radical, saí o brócolis, excuse moi, entra a linguiça. Vamos ter então um macarrão com linguiça e pimentões assados, o menu estava ficando mais interessante. Mas foi daí que eu vi o grão-de-bico…..
Jantar da noite, chegamos num momento decisivo, é vai ou racha, o macarrão foi definitivamente eliminado. O menu será um refogado com linguiça, pimentão, grão-de-bico, mais um bulbo de erva-doce que lembrei ter na geladeira, temperado com a salsinha e cebolinha que colhi da horta ontem e um queijo feta grego que comprei outro dia e que é simplesmente o mais chic dos fetas, envelhecido em barril. Servirei acompanhado do pão de queijo asiago. Ale-luiah!!
Chegando em casa foi so get my mojo working e em menos de trinta minutos e jantar estava servido. Para evoluir da idéia de macarrão com brócolis para a concretização de um saboroso cozido de grão-de-bico com linguiça, só precisou de uma caminhada arejada de inspiração no supermercado mais próximo.

6 comentários sobre “e foi assim que fiz mais um jantar”

  1. Fer, este teu cozido é uma versão light do “puchero”, meu vô é espanhol então a mãe aprendeu com ele este prato cuja base é grão-de-bico e
    linguiça e outros tipos de carne´(músculo,frango). Também faço a versão light até porque não sou carnívora,só coloco a linguiça(sem gordura),tomate,pimentão,temperos e o grão e fica delicioso mas o vô esconjura pois os espanhóis gostam destas misturas tipo frango+peixe,etc.. vide as paellas mistas,beijo! Mostra a foto..ou nem deu tempo?

  2. Eu amo ir ao super! Em geral tô super cansada quando saio do trabalho e fico pensando que vou jantar o que achar em casa. Mas passo na porta do super, acabo entrando (aqui no Rio temos o Zona Sul, que são vários mini-súperes espalhados pela… zona sul) e aí também começo a viajar. É claro que não faço isso todo dia, ou iria a falência – o Zona Sul é caro – mas nas quartas-feiras isso é sagrado, pois é a noite de jantar obrigatório do meu namorado na minha casa. E cozinhar para dois é sempre melhor do que para um… =) beijos

  3. e seu jantar super inspirado serviu de inspiração para o meu! já estou indo para o supermercado comprar os ingredientes todos (menos o feta, que aqui não tem).

  4. Sou assim. Sou tão assim que nesses dias em que estou perdida simplesmente vou para um supermercado legal. É a certeza de que minha imaginação vai dar conta se estiver rodeada de inspiração. Só me frustro quando meu marido vai junto e a inspiração é dele e ele acaba querendo mudar todos os planos! 😀

Deixe a sua pitada: