O sushi zen

*dando uma olhada nos meus alfarrábios, onde guardo receitas por fazer, links e outras coisitas, achei esse texto datado de junho de 2006. Eu publiquei a receita do sushi, mas editei a história—sei lá por que. Então aqui vai o texto original, sem cortes, numa edição super especial. As fotos são antigas. Eu não tenho feito sushi já há alguns anos.

— — —

Tenho mãos frias e não como peixe cru, mas faço sushi sim senhores!

Eu aprendi a fazer sushi em 1994 com um casal de amigos—ela chinesa de Taiwan, ele canadense de Saskatchewan, que eu conheci nos meus anos vivendo na terra do gelo. Ela me ensinou a fazer fazendo. Essa é sem dúvida alguma a melhor maneira de aprender. Eu olhei todo processo com uma super atenção, anotei tudo tin-tin-por-tin-tin num caderninho, e depois de pronto almoçamos os sushis que serviram de exemplo. Eu adorava esse casal, que vivia de uma maneira super simples e frugal, quase sem móveis e sem acúmulos materiais. Mas mesmo com esse estilo de vida quase espartano, eles tinham o dom de deixar tudo bonito e especialmente saboroso. Foi com eles que eu aprendi a meditar cantando, e foi dele que ouvi um monte de histórias fascinantes de viagens de bicicleta pelas nevascas das montanhas, ou pelo agrume do deserto. Mas além da receita do sushi, um item que eu nunca esqueci foi a visão de um crachá que ele me mostrou uma vez. Nele estava escrito—“Dylan & The Dead Tour–Free Pass”. Ele me contou que foi o motorista do Grateful Dead durante a turnê deles com o Dylan pelos Estados Unidos, no verão de 1987. “Você falou com o Dylan? Falou com ele??” foi a minha pergunta, completamente exaltada. A resposta foi apenas um sorriso zen.

fer_making_sushi.jpg
sushi party – 2002

Esta é a receita do sushi, que venho fazendo há mais de dez anos:

Para o arroz:
2 1/2 xícaras de arroz próprio para sushi [grãos curtos]
3 xícaras de água.

Lave o arroz e deixe escorrer por vinte minutos. Misture o arroz e a água numa panela grande. Cubra e ponha no fogo alto. Quando ferver, reduza para fogo baixo e deixe cozinhar por uns 25 minutos ou até a água ser totalmente absorvida. Tire a panela do fogo e deixe descansar ainda tampada por mais 20 minutos. Enquanto isso faça o molho de vinagre.

Para o molho:
5 colheres de sopa de vinagre de arroz
1 colher de sopa de saquê
3 colheres de sop de açúcar
2 colheres de chá de sal

Misture todos os ingredientes numa panela pequena e cozinhe no fogo alto até o açúcar dissolver completamente. Colocar sobre o arroz e revolver bem com uma espátula de madeira. Não misture, só revolva. Deixe o arrioz esfriar em temperatura ambiente.
Recheio para os sushis [*como meus amigos eram vegetarianos, essa receita não é de sushi com peixe. mas quem quiser fazer com peixe deve prestar atenção à regra número UM e fundamental do sushi – o peixe deve ser FRESQUÍSSIMO!]:

uma fritada de ovo e sal, bem fininha cortada em fatias
cenouras em palitos
pepino em palitos
abacate
carne de carangueijo ou imitação [kani]
espinafre
cogumelo shiitake

Colocar uma folha de alga Nori já preparada em cima de uma esteirinha de bambu. Colocar uma camada bem fina de arroz por cima e espalhar bem com uma espátula de madeira. Quanto mais fina a camada ficar, melhor. Numa das pontas da esteira colocar sobre o arroz o recheio que preferir. Pode salpicar com sementes de gergelim. Começar a enrolar e vai puxando a esteira, apertando cada vez mais o sushi. Quando terminar de enrolar e estiver bem firme, cortar em rodelas com uma faca bem afiada molhada em água gelada. Servir à gosto, com pickles de gengibre, shoyo e wasabi.

fiz_muito_sushi.jpg
sushi vegetariano

Eu faço também os saquinhos de tofu frito recheados com arroz. E o sushi invertido, com a alga por dentro e arroz por fora. Tem que ter paciência pro arroz não despedaçar, mas fica lindo. Salpique gergelim na esteira antes de espalhar o arroz. Também já fiz sushi com salmão, mas não comi…. Como eu já disse, não como peixe cru!

6 comentários sobre “O sushi zen”

  1. Fer, fiz sushi com o Matheus ha duas semanas atras pela primeira vez!
    Ele adorou o processo, e curtiu comer tbem!
    Eu nao sou muito fa nao, assim como voce nao como peixe cru, mas o q nao curto mesmo eh o nori (a alga)… ai ja viu, ne?!
    Tbem fizemos sushis vegetarianos, com legumes e tofu dentro, mas Matheus quis fazer um com canned tuna – pois ele gosta de inventar moda, sabe?!! hehe!!
    Beijos!
    Ana

  2. Oi Fer!
    Fazia tempo que não te visitava… a tese tá começando a pesar… isso são épocas.
    Nunca me arrisquei a fazer sushi talvez por não ter professores tão originais e carinhosos como os teus. Acho que a ciência deste prato tão delicado depende, além de um bom professor, dedicação e ser um bom aprendiz. Pelo visto, és uma ótima aprendiz e muito dedicada, por isso, tenho certeza que teus sushis são um sucesso!
    O meu marido que é um fã de animais, sobretudo de cachorro e gatos, quase se matou de rir da história do teu gato perseguidor. Eu também adorei!
    Um beijo e bom domingo

Deixe a sua pitada: