[beware of the picky eater]

Na mesa do almoço na vinícola Quixote eu sentei em frente ao Hank Shaw, que poderia ser o italiano que ajudou o Michael Pollan a caçar o porco selvagem e encontrar os cogumelos em O Dilema do Onívoro. A única diferença é que Hank não é italiano e vive na região de Sacramento. Mas ele também planta seus legumes e verduras, colhe frutas silvestres e ervas comestíveis pelos campos e cogumelos na floresta, caça animais selvagens e prepara ele mesmo praticamente tudo o que consome, desde linguiças, passando pelas conservas e até o vinho.

Na mesa do almoço na vinícola Quixote havia um prato com ovos cozidos. Eram ovos das galinhas do vizinho, que foram trocados por serviços, não lembro bem a história. Eles foram cozidos à perfeição e nós alegremente nos servimos deles. Em frente ao Hank, que faz salada de ervas daninhas e queijo com o leite que ele ganha do amigo que tem uma vaca, come de tudo e é super frugal, eu removi cuidadosamente as gemas super amarelas do ovo das galinhas do vizinho, enquanto ele me olhava com um certo espanto. Você não vai comer a gema? Nas entrelinhas eu ouvi, você tem um blog de culinária e não come isso ou aquilo?

Realmente isso parece contraditório e até enganoso, pois como pode alguém que gosta de comida, não comer isso ou aquilo? Desfiei meu rosário pra ele—sim, sou uma chatonilda, não gosto de gema de ovo, nem de leite, nem de frutos do mar, nem de miúdos de animais e carnes estranhas, não como coelho, capivara, macaco ou cobra. Sobra a minha paixão pelos pães, pelos queijos, macarrão, pelas frutas, legumes, verduras, ervas, feijões, gosto também das azeitonas, dos peixes cozidos, como arroz, couscous, quinoa, lentilhas, ervilhas… Será que tenho um bom currículo pra ter blog de culinária? Ah, esqueci de dizer que também não encaro caviar nem foie gras. Mas como feliz um pratão de espinafre.

3 thoughts on “[beware of the picky eater]”

  1. hahaha
    Agora encontrei algo bem diferente entre nós. Adoro frutos do mar, leite e gema de ovo. Mas, quando era criança, dava a gema pro meu irmão e ele me dava a clara! :p

  2. Não sei o que é ‘ter um curriculum perfeito’, mas, sem dúvida nenhuma,você tem muita competência pra escrever um blog culinário. Você tem algo que poucos escritores possuem: uma maneira realmente genuína – muito própria – de descrever coisas e situações. Teus posts são um deleite! Ademais, gostar de gemas adiciona alguma coisa no curriculum? 😉
    beijocas

Deixe a sua pitada: