buckwheat crêpes

buckwheat_crepes-1s.jpg
Outra receita da Alice Waters pela qual eu me apaixonei assim que li pela primeira vez, ainda no livro do McNamee, sem quantidades, onde ela faz somente a descrição desses crêpes de trigo sarraceno. No seu primeiro livro, Chez Panisse Menu Cookbook, Alice publicou a receita completa, com medidas e instruções. Essa é uma receita que ela faz em casa.
crêpes de trigo sarraceno
2 xícaras de leite
1/2 xícara de manteiga – 1 barra de 113 gr
1 colher de chá de sal
1 colher de chá de açúcar
3/4 de buckwheat – farinha de trigo sarraceno
1 1/2 xícara de farinha de trigo
1 colher de sopa de óleo vegetal
4 ovos
1 xícara de cerveja – deixe sair todo o gás
Numa panela pequena misture 1 xícara do leite, a manteiga, o sal e o açúcar e leve ao fogo médio, até que a manteiga derreta. Retire do fogo e deixe esfriar. Numa vasilha grande e funda peneire a farinha de trigo e a farinha de trigo sarraceno. Faça um buraco no meio da mistura de farinha e jogue lá os 4 ovos e o óleo vegetal. Bata com um batedor de arame, acrescente gradualmente a mistura de leite e manteiga, batendo sempre, e finalmente a cerveja. Bata bem, cubra a vasilha e leve à geladeira por 2 horas. Retire da geladeira, acrescente a outra xícara de leite e bata bem com o batedor de arame. Vai ficar uma massa bem grossa.
Numa frigideira larga e rasa, faça os crêpes. Eu untei levemente a frigideira com manteiga apenas uma vez. Coloque três colheres da massa e espalhe na frigideira até ela ficar bem fininha. Quando começar a formar bolhinhas, vire com os dedos ou com uma espátula e cozinhe mais uns minutinhos do outro lado. Vá empilhando os crêpes, tentando mantê-los quentes. A massa pode ser guardada até dois dias na geladeira. Essa receita dá muitos crepes, você pode diminuir a receita ou fazer para vários dias.
Para servir, prepare uma manteiga temperada com raspas de laranja e açúcar. Eu coloquei uma barra de manteiga orgânica no micoondas por dez segundos, até ela ficar mole, mas não liquida. Juntei as raspas de uma laranja grande e açúcar de baunilha. Bati bem e coloquei na geladeira até a hora de servir. Essa manteiga fica um creme laranja, com um aroma e um sabor que é no mínimo o máximo—não deixe de fazer. Para usar a laranja, piquei em pedacinhos, temperei com Grand Marnier e açúcar. Para servir com os crêpes, tivemos também a opção de mel e creme fraiche.

7 thoughts on “buckwheat crêpes”

  1. Fer, grato pela passada e pelos parabéns. Agora trigo sarraceno, lima beans e tudo o mais. Uau !
    Não vejo a hora de chegar o menu californiano ( with Alice Waters ) que deverá acontecer lá pra fevereiro ( coincidentemente no carnaval !).

  2. Gostei assim acompanhado de doce, aqui na Bretanha este tipo de crepe e sempre com salgado, o doce é sempre o com farinha branca. Aqui é como pizza, tem gente que come todo dia ! Eu adoro e da proxima vou fazer com recheio doce assim ! bjs

  3. Fer, adorei a receita, vou tentar fazer, mas queria saber se vc tem alguma receitinha de algum biscoito de natal, quero presentear os amigos e enfeitar a arvore!imagino que vc deve ter alguma receita bemmm dili.
    obrigada

Deixe a sua pitada: