sou um pudim ambulante

Bem na minha frente e atrapalhando o meu acesso à marca de desodorante que eu costumo usar, estava uma mãe com quatro filhas. As meninas abriam os desodorantes um por um, cheiravam e murmuravam comentários elogiosos, dependendo do tipo de perfume. Violeta espanhola, hmmm, esse é realmente delicado. Algodão doce, ohh, esse eu gostaria de lamber. A mãe tentava dissuadir as meninas daquela lenga-lenga que a estava empatando, dizendo algo como—vocês ainda são muito novas pra usar desodorante, o que vocês precisam é apenas um bom banho. Concordei. A mãe também precisava de uma chuveirada, mas isso não vem ao caso. O caso é que eu não gosto de desodorante com cheiro forte e a marca do desodorante que eu uso lançou uma linha com cheiros inacreditáveis. Naquela confusão de meninas matracando, murmurando, cheirando, abrindo e fechando embalagens e tirando e pondo desodorantes das prateleiras, eu tive um cinco minutos de ansiedade, peguei o primeiro desodorante que alcançei e casquei fora. Desde então está tudo muito estranho por aqui, pois nunca na vida eu tive um sovaco com cheiro de baunilha e chai.

17 thoughts on “sou um pudim ambulante”

  1. Fer, algumas coisas eu prefiro masculinas..desodorante, watches, cologne..:))Eu uso o Arrid..:))Nao tem cheiro de nada..hehe
    Bjs e Happy Friday!!:))
    Bri

  2. lolololol…. ta demais, mas deve estar fazendo o maior sucesso…. lolololol…. baunilha e chai….lololol….

  3. Hahaha!! Adorei o post Fer!
    Otimo seus “pudding-scented armpits”!!! hehe!
    Depois me conta a marca do seu “desodo”, fiquei curiosa! hehe! Tbem nao gosto de desodorante forte, e tenho tentado alguns pois ainda nao achei um ideal q eu goste muito aqui…
    Beijos!
    Ana

  4. Haha… e eu achando que era a barriga que estava grande de tanto testar novos experimentos.
    Pois eu sou um pudim ambulante de gordura – haha – e nao cheiro a pudim… lol =) nem sei que cheiro tem o meu cehirinho…hum….vou pesquisar.
    Bj

  5. Viu no que dá digitar longe da tela do computador!? No lugar de “milha” quis dizer “filha” e no lugar de “teclado” quis dizer “mouse”. rsrs

  6. Viu no que dá digitar longe da tela do computador!? No lugar de “milha” quis dizer “filha” e no lugar de “teclado” quis dizer “mouse”. rsrs

  7. Achei que não fosse terminar esse comment nunca porque além de ter tido que ir trocar a bateria do teclado, minha milha tomou a minha cadeira e disse “estou trabalhando” com os tetos no teclado que caminhava pela sua página.
    Continuando … morri de rir do seu sovaco, ou melhor do seu relato. Hahahahahahaha. Sô você!
    Em tempo. Hoje, finalmente, experimentei a sua receita de Moussaka. Já está anotada no meu caderno. Que delícia, Fer! Bem fácil de preparar e montar como vc havia dito. Devia ter feito uma foto pra você ficar orgulhosa. =p
    Eu acompanhei com pão italiano fresquinho de uma padaria de confiança aqui perto porque o pão francês do super brasileiro tem muito bromato, não dá.
    Valeu por mais uma receita rica.
    Beijos.

  8. Fer,
    Só você mesmo pra me fazer rir num fim de dia molhado e melancólico…
    “uma mãe com quatro filhas”! uia, e não é que podia ser eu??? Esse filme aí que você contou, eu já vi trocentas vezes e posso imaginar a sua exasperação, rs.
    Quanto ao cheiro do seu novo desodorante, valha-me Deus, Fer, baunilha??? iécti! Tenho verdadeiro horror a esse cheiro em qualquer coisa que não seja pudim de leite condensado!!!
    beijo grande, querida

Os comentários estão fechados.