my own private junk food

private_junk_food.jpg

O cachorro-quente é uma daquelas comidas que faz parte da história gastrônomica da minha vida. O impacto que esse sanduíche me causou, comida alguma nunca se equiparou. Fazia muito tempo que eu não comia um cachorro, portanto estava mais do que na hora. O detalhe especial dessa junk food é que nada ali é realmente junk, a começar da salsicha—da melhor qualidade, até as batatas fritas e o molhinho de cebola e pimentão. Nada é ordinário, tudo é orgânico, até a maionese. Pra comer sem culpa, com gosto, ficar com aquela cara alegre, cheia de satisfação.
Eu cozinho as salsichas na água, escorro, retorno a panela ao fogo, rego com um pouco de azeite, jogo cebola e pimentão verde cortados em rodelas e refogo, até os legumes ficarem macios e formarem um molho. Só isso!

15 comentários sobre “my own private junk food”

  1. Ummmmm bom demais da conta uai!
    Também passo as salsichas no azeite e algumas gotas de limão…. e o que tiver de verdim na horta.
    Beijos Fer, adoro seu chucrute!

  2. Em casa não se come salsicha, mas se é pra cachorro quente, abrimos uma exceção, mas tb não aceito qualquer salsicha, compro das “antigas”, aquelas que vêm presas por um barbantinho. Meu marido brinca que elas custas mais caro do que picanha, mas vale a pena e o seu cachorro-quente, está lindo. Deu até água na boca, acho que vou ter que fazer um amanhã. Beijos

  3. Eu adoro cachorro quente! Peguei esta mania aí, nos USA. É junk, mas eu adoro!
    Fiquei “de bode” de salsicha e comprei salsichas vegetais, mas ainda não provei…
    Pena que já jantei hoje.
    Beijo

  4. Hummm… de vez em quando também não resisto a comer um cachorrinho. Mas sempre em casa, também. No meu ponho um queijo também. Ah, e também prefiro passar as salsichas na água fervente. Já a minha mãe o faz e eu também prefiro assim.
    Beijos!
    P.S. Eu fico maravilhada! Até com um cachorro, consegue tornar uma foto linda! :o)

  5. eita Fer, pra mim o seu cachorro está empatado com o da Roberta (delícia!) faço toda semana para a turminha aqui de casa (acompanha uma saladinha) e vai no forninho pra gratinar. Fah

  6. Fer, vou experimentar fazer o cachorro quente ao seu estilo. Mas tenho saudades daqueles cachorros quentes que tinha la no Brasil com pure de batata, batata palha, etc. Mas ficava um pouco over nas calorias.
    Abracos.

  7. Gosto mesmo de vez em quando e bem vez em quando comer um naqueles trailers que vendem cachorro quente no interior. Aqui na região, acho muito engraçado, chamam-se Bolotas, e ficam perto das Faculdades à noite. Vem com purê de batata e vinagrete. Bem junk mesmo, com mostarda e muito ketchup.
    Beijos.

  8. Oi Fernanda! Adoro seu blog! Trabalho com gastronomia e vira e mexe passo aqui para dar uma espiada.
    Uma curiosidade: vc é parente do Guimarães Rosa? É que estou fazendo um trabalho sobre ele…
    Bjao e sucesso
    Giovanna Tucci

  9. Fer, uma vez por ano me bate a zica de comer um cachorro e traçar um na rua nem morta faço um em casa mas coloco um tomatinho no molho,fica tri-bom! passada a zica,só no próximo ano..beijo!

  10. Sugestao- NY Deli style dog
    1) tente fritar as salsichas em fogo medio em uma panela de teflon com um pouco de oleo de canola ate dourar todo o “cilindro”. O sabor fica multiplicado (pra mim, cozido na agua acho que fica meio bland)
    2) Experimente a marca Nathan’s, se vc encontrar ai na california. Eh a melhor que ja experimentei.
    3) Sirva com pao aquecido, chucrute aquecido, ketchup heinz e mostarda Gulden’s
    (:
    http://cozinhaquantum.wordpress.com

Deixe a sua pitada: