já é quase halloween

minhaaboboradehalloween.jpg

A grande abóbora já está na varanda avisando aos trick-or-treaters que nesta casa se oferecerá doces. Muita gente põe várias abóboras, eu acho um desperdício. A maioria faz jack-o-lanterns com as abóboras, removendo a polpa, cortando uma cara e colocando uma vela dentro. Eu acho legal, mas infelizmente não tenho as habilidades pra fazer isso sem destruir várias abóboras antes. Fico na simplicidade, onde a margem de erros é menor.

O ritual da noite do Halloween é um dos mais tradicionais aqui na América do Norte. E envolve toda a comunidade, é uma grande festança, que se inicia semanas antes em visitas à pumpkin patchs para se escolher as melhores abóboras para enfeitar a frente da casa e fazer os jack-o-lanterns. No dia do Halloween, onde quer que você vá, os lugares estão decorados e as pessoas estão fantasiadas: consultórios médicos, lojas, bancos. As casas que vão dar doces ficam todas enfeitadas. Essa é uma regra—se você não quiser dar doces, não enfeite a porta e não acenda a luz. Todo ano eu abro a minha caixa de apetrechos de Halloween, que não são muitos, mas eu enfeito a porta, pois adoro dar doces para as crianças.

Já comprei as balas. Outra regra: as crianças só devem aceitar doces industrializados, embalados. Nada de maçãs caramelizadas ou muffins. Nunca se sabe o monstro que pode estar atrás daquela fantasia de bruxa ou fantasma, entregando gostosuras feitas em casa. E uma regra particular: sempre compro doces que não me interessam, pois senão acabo comendo as sobras e isso é um no-no de Halloween pra mim.

Aqui as crianças fazem trick-or-treat pelas ruas, batendo de casa em casa. A função começa quando anoitece. Primeiro chegam os bem pequenininhos, sempre acompanhados dos pais, que ficam na calçada às vezes orientando—say thank you. Eles são a maior gracinha, muitos não sabem muito bem o que fazer e tem os olhos arregalados com a fartura de balas e pirulitos. Um pouco mais tarde chegam os mais velhos, que já têm mais malícia e nem sempre estão acompanhados dos pais. No cair da noite chegam os adolescentes e bem tarde chegam, às vezes, alguns adultos, nem sempre para pedir doces. A festa vai noite adentro, com festas pipocando por todo canto, nas fraternidades e sororidades também.

Nesta minha vizinhança não tem muitas crianças, então sempre sobra doces aqui em casa. Eu penduro um baldinho do lado de fora da porta, cheio de balas, mesmo assim fica um montão. Mas eu morei numa outra casa, numa vizinhança apinhada de crianças e a noite de Halloween lá era MUITO divertida. Às cinco da tarde já se ouvia a comoção dos grupinhos de crianças, todos fantasiados e carregando baldinhos ou sacolas. Naquela casa eu precisava comprar muita bala e muitas vezes a bala acabava e eu era obrigada a desligar a luz e não atender mais a porta, o que me chateava, mas fazer o quê?

Com a abóbora já na porta, as balas compradas, amanhã é só acender as velas e esperar pelos indefectíveis knock-knocks da noite das bruxas.

14 comentários sobre “já é quase halloween”

  1. Que legal saber como é o costume ai ! Aqui na minha minuscula cidade bateram na porta umas crianças muito bem fantasiadas, até estranhei, tinha que perguntar quem estava enscondido (aqui todo mundo se conhece) !

  2. Ai Fer, que post delicioso :o) que vontade de estar aí só pra bater na sua porta e ganhar um docinho…E olha que eu nem preciso muito de fantasia de Halloween, a minha já é natural, hihihi :o)

  3. Que gracinha as crianças!
    Um tempo atrás, no prédio onde minha mãe mora, várias crianças (escoltadas pela mãe de uma delas), iam de apartamento em apartamento com saquinhos e baldinhos. Dois dias antes, colocam um avido no quadro no hall, avisando da brincadeira e, o morador que não quisesse ser incomodado, colava um bilheta na porta do apartamento.
    Eu sempre fazia uns muffins, cookies e bala de coco.
    bjo.

  4. Então é hoje uqe a gurizada vai se empanturrar de doces! Aqui em casa também é um dia festivo, apesar de estarmos no Brasil, o marido nasceu nesse dia e é um bruxinho. So, happy Halloween! Bjs.

  5. Gostava tanto de estar aí nesta altura. Tenho pena que não se comemore aqui em Portugal (apesar de já se ver muitos enfeites e fantasias à venda). Pode-me enviar uma abóbora por correio? Gostava de acender hoje uma =) eheh
    Bjs, Happy Halloween, divirta-se muito!

  6. Concordo com a Olivia, que delícia de história. E foi muito “louco” porque eu pensei: “deixa eu ver o blog da Fer que acho até que ela já postou algo sobre o Halloween”. E quando fui ver no Techonorati lá estava a sua postagem. =)
    Aqui comemoramos a data principalmente por ser aniversário do meu marido. Sempre enfeito e arrumo a mesa, faço muffins de abóbora ou bolo (que nem sempre fica bom, hihihi) e celebramos assim. Para esse ano preparei uns kits com balas e barras de chocolate, desenhos de halloween para colorir e crayons. Acho que as crianças vão curtir. A minha nem tanto porque, apesar de ir fantasiada para a escola, não vai estar em casa comigo. Explico: ela não é chegada em escola nem um pouco. =/
    Happy Halloween!
    Beijo.

  7. oi fer, que delícia suas estórias!!! parece que estou lendo um livro, do tipo da carson mccullers, vc conhece?
    bom, eu amo festa e faço tudo conforme a tradiçao, seja em festa junina, páscoa, natal, imagina se eu morasse aí!!!!
    beijoca e boa festa

  8. Fer, eu AMO Halloween. Como voce, faco tudo certinho, e alem disso eu tb me fantasio:))
    Esse vai ser o 2o ano que Bella nao sai mais pra trick-or-treat (cresceu, neh?:) mas tb ja estamos prontos com nosso pacotao de docinhos e fantasminhas na janela:))
    Bjs e Happy Halloween!!:))
    Bri

Deixe a sua pitada: