a carne louca

carne_louca.jpg

Nem sou capaz de calcular quantos anos fazia que eu não comia essa salada de carne. Não me lembro se ela era feita com músculo ou lagarto—tenho uma inclinação pelo músculo, que era aquela carne que se colocava em sopa, bem fibrosa e com gordura. Já esqueci muita coisa, especialmente essas relativas à cortes de carne. Mas resolvi que iria fazer a carne louca e comprei um belo pedaço de beef eye round roast, que eu acho que se equipara muito bem ao lagarto brasileiro. Fritei dos dois lados, depois joguei uma garrafinha de cerveja e bastante molho ingles e cozinhei na panela de pressão. Depois de fria, desfiei com as mãos. Adendo: arre égua, precisa ter dedos de mulé cabra macho pra desfiar essa carne! Depois misturei com bastante cebola cortada bem fininha, pimentão verde cortado bem fininho e uma boa quantidade de salsinha picada. Temperei com sal, pimenta do reino moída, um vinagre de vinho tinto da melhor qualidade e muito azeite. Comemos no dia, mas as sobras que ficaram na geladeira ainda estão fazendo sucesso.

12 thoughts on “a carne louca”

  1. Hummm…parece-me muito bem, Fer! E a foto, linda como sempre! :o)
    Achei imensa piada aos nomes da carne: fraldinha, maminha…:o) Que engraçado! Também não tenho muito jeito para conhecer as partes dos bichinhos e suas melhores aplicações!

  2. gostei. duas carnes mais faceis de desfiar, tambem classicas pra braising sao o flank steak (maminha) e o strip steak (fraldinha). O flank eh mais magro, entao acho que cairia melhor que o strip nesse caso.

Deixe a sua pitada: