The Cobb Salad

cobbsalad3.jpg

A Cobb salad é uma salada tradicional americana que tem toda uma história sobre como e por quem ela foi criada. A versão mais divulgada é a que ela teria sido inventada em 1926 por Bob Cobb, gerente do restaurante The Brown Derby em Los Angeles. Ele abriu a geladeira do restaurante e foi montando a salada com ingredientes e sobras. A mistura agradou tanto que entrou para o menu e para a história. É uma salada que substitui uma refeição e que eu acho que deve funcionar muito bem em picnics, levando molho numa vasilha separada e temperando uns minutos antes. Também é uma salada que permite muitas variações. Na receita original vai agrião, mas como eu não encontrei pra comprar usei somente a alface romana. O peito de frango pode ser substituido por peru.
3 ovos cozidos e picados
2 abacates pequenos cortados em cubos
8 fatias de bacon fritas até ficarem quebradiças e crocantes * eu faço no microondas, que dá o mesmo resultado e não faz aquela sujeirada
1 pé de alface romana cortada em pedacinhos
2 xícaras de agrião picado
3 xicaras de peito de frango cozido cortado em cubinhos * cozinhei com vinho branco, alho, sal, louro e água
Queijo Roquefort em pedaços * não tinha Roquefort, usei Port Salut
Chives/ciblolettes picadinha para decorar
Arrume os ingredientes em fileiras numa saladeira larga. Um pouco antes de servir despeje por cima o seguinte molho:
1/4 xícara de vinagre de vinho tinto
1 colher de chá de molho inglês, Worcestershire
1/2 colher de chá de mostarda Dijon
1 dente de alho amassado *omiti
1/4 colher de chá de sal
1/2 tcolher de chá de pimenta do reino moída
1/3 xícara de azeite
Bata bem todos os ingredientes com um batedor de arame e derrame sobre a salada.
**bacon frito no microondas: forre um prato largo com bastante papel absorvente. coloque as fatias de bacon sobre o papel, uma ao lado da outra, sem sobrepor. cubra com mais papel absorvente, umas quatro camadas. coloque no microondas. eu vou colocando três minutos, mais três minutos, sempre checando. pro bacon ficar bem crocante vai levar umas cinco ou seis vezes os três minutos. fazendo assim e checando não tem perigo de errar e o bacon virar carvão. o bom dessa técnica é que não suja nada. você joga o papel fora e pronto. mas assim não se coleta a gordura do bacon, que muita gente gosta de usar para outras receitas. o processo não é inodoro, mas deixa a cozinha muito menos empestiada que a fritura na frigideira.

13 comentários sobre “The Cobb Salad”

  1. essa salada parece ótima, mas o q eu queria saber mesmo é onde eu consigo comprar port salut aqui em são paulo…

  2. Fer, já está na “to do list”. Qundo li port salut lembrei imediatamente do meu pai. Ele é apaixonado por esse queijo e aqui em São Paulo está cada vez mais difícil de encontrar. Quando fui para França ele me pediu, mas cade a coragem para entrar com o port salut e seu inconfundível odor no avião.
    Beijão

  3. Fer, adorei a salada, é realmente uma refeição e parece cair como uma luva num dia quente de verão! E o molho??? Adorei a omissão do alho…você não gosta mesmo de alho cru…rsrsrs…
    O bacon no micro eu nunca fiz…coloca em folhas de papel toalha e deixa quanto tempo?
    Um beijo grande!

Deixe a sua pitada: