24 thoughts on “tal mãe, tal filho [tchin-tchin]”

  1. Hummm, sei não hein? acho que vc postou o filhão aí só pra colher os elogios… deve estar com o ego mais inchado que balão, kkk…
    Pois não serei eu a espetar o alfinete, pelo contrário, vou fazer coro com toda a galera, o Gabriel é lindão mesmo, vc trabalhou mt bem, mamãe.
    Beijão, estava com saudade de vc.

  2. Fer, como diz meu pai: ” a gente cria as cobras”. No ótimo sentido não seria diferente com vocês, ele conviveu sempre com coisas boas e aprendeu em casa o que vale a pena…para que ser diferente?
    Um beijo,
    Verena

  3. Fer, vim a correr para lhe contar a novidade: comprei goiabada!!!! Amanhã já descrevo a sensação de provar um doce de que oiço falar desde os dias em que via “O sitio do picapau amarelo”. Beijo grande

  4. E quando se sai à mãe no bom gosto não faz nada mal, né? …Se bem que, cá para mim a Fer está-nos a enganar a todas: é o seu irmão mais novo, certo? :o)
    Parabéns pelo filhote!
    Beijos

Deixe a sua pitada: