$3.80

Meu jantar custou três patacas e oitenta centavos e consistiu de uma porção de batata frita, uma pequena salada que pedi sem aqueles molhos enjoativos e temperei em casa, e uma lata de limonata Sanpellegrino. Era o que eu precisava, com exceção da salada, que pedi já sabendo que iria ser uma experiência frustrante, como quase toda salada de restaurante. Não estou cozinhando muito, porque simplesmente não sei como cozinhar em porções para uma pessoa e não quero acabar com um monte de sobras na geladeira. O lado bom é que estou detonando um estoque de veggie burgers que eu acumulei no congelador—nem me perguntem por que eu comprei tantos deles, de sabores diferentes, porque eu não me lembro. Também tenho usado os tomates. Esse é basicamente o panorama desses últimos dias: pão, queijo, tomate, e batata frita de restaurante, quando preciso compensar por um dia não muito bom.

5 thoughts on “$3.80”

  1. Nessas horas nada melhor do que uma comfort food, normalmente eu gosto de café com leite e pãozinho. Mas nada que um bom bowl de frutas com sorvete não me dê forças.
    Beijos.

  2. Prefiro comer na compania de outras pessoas, mas acabei me acostumando a comer sozinha. É comum eu chegar tão tarde do trabalho, fazer o que?!
    Engraçado, outro dia, abri o congelador da minha mãe e deparei com um monte de harburguer de tofu, de vários sabores: azeitonas pretas, pimenta calabresa, ervas, etc…
    bjinho.

  3. Nestas horas é que a gente confirma que comer é um ato civilizado de comungar. Quando estou só, como uma banana ou boto qualquer ração numa tigelinha e como de colher na frente da TV, buscando algum conforto. Sem gosto nem graça. Fique triste, não. Ele volta logo. beijos, n

Deixe a sua pitada: