Samovar Tea Lounge

samovar1.jpg samovar2.jpg
samovar3.jpg samovar4.jpg
samovar5.jpg samovar6.jpg
samovar7.jpg samovar8.jpg
samovar-a.jpg samovar-b.jpg

Fomos até San Francisco para encontrar a nossa amiga Patricia, que morou aqui em Davis no ano passado e está agora nos EUA a trabalho. Além de rever uma pessoa tão querida, passamos uma tarde super agradável na cidade. Almoçamos no Samovar Tea Lounge, que era um lugar que estava na minha lista de places to go in San Francisco. O dia estava lindo, o que significa que não precisamos de cachecol, apenas um casaquinho de veludo deu pra segurar o vento. Eu teria optado por ficar no pátio, mas o Uriel e a Patricia preferiram ficar protegidos dentro do restaurante. O lugar é bem pequeno, no terraço no Yerba Buena Gardens. Nós sentamos numa mesa com banco cheio de almofadas e fizemos nosso pedido. Eu estava desembaraçada tirando fotos, o que é bem incomum. Eu tenho uma timidez um tanto irritante, que me limita pacas nesse negócio de tirar fotos em público. Mas eu estava felizona no click-click-click, quando o manager veio gentilmente me avisar que não era permitido tirar fotos no local. Fiquei espantada! E mais quando chegou o chazinho na bandeijinha de madeira e finalmente a comida, numa entrada triunfal. Estava tudo tão incrivelmente lindo, que num gesto de descarada ousadia eu chamei o manager e praticamente implorei pra ele me deixar tirar uma foto. Meu plá não colou e tive que me resignar e deixar a câmera dentro da bolsa. O rapaz foi extremamente gentil e me explicou que eles preferem que as pessoas não vejam fotos da comida, pois querem que a experiência no Samovar seja de surpresa. Realmente, ficamos com umas caras abobalhadas quando a comida chegou à mesa, pois tudo estava visualmente lindo, além de saboroso.
O Uriel pediu uma sea food bento box e um chá delicadíssimo de gengibre com laranja. A Patricia pediu o Russian tea service, que veio com panqueca [blinni] de truta defumada, russian tea egg com caviar, bergamot bread pudding, frutas frescas e lapsang souchong chocolate trufle, acompanhado de chá russo que ela mesma encheu a xícara no samovar prateado [*foto]. Eu pedi o Moorish tea service, que veio com chá de hortelã, grilled halloumi kebabs, mini mint salad, dolmas e azeitonas pretas secas, e tâmaras medjool recheadas com queijo de cabra.
Depois do almoço passeamos um pouco à pé pela cidade, e depois fomos ao Ferry Building Marketplace, que é sem dúvida um dos meus pontos favoritos em San Francisco. Fizemos comprinhas e nos deleitamos com os delicados macarons parisienses feitos à moda californiana, com ingredientes orgânicos e locais.

20 thoughts on “Samovar Tea Lounge”

  1. Oi Fer,
    Sempre acompanho o seu site e o que me chama a atenção é a agilidade com que você o atualiza. Muito legal!
    Quando você fala em San Francisco, morro de saudades, pois foi ai que passei os melhores finais de ano de minha vida.Acho que é a cidade mais encantadora do mundo.
    Mas fiquei intrigada com o Ferry Market, pois não me lembro de tê-lo conhecido. ELe é novo?
    Pelo visto ele é um lugar muito especial.
    QUando estiver aí novamente, vá ao Kuletos. Vale a pena. É o restaurante do Villa Florence Hotel, que fica na Union Square, e tem uma excelente cozinha.
    Parabéns pelo seu blog.
    Lylia

  2. Fer,
    eu tão atarefada e quando venho aqui fico horas lendo tudo o que perdi. Mas cada minuto é fartamente recompensado. Que delícia este lugar e estas comidas. Pena que não podemos ver as fotos. Eu também morro de vergonha de usar a máquina em público. Mas estou treinando.. beijos, n

  3. A maneira como escreve levou-me a passear pelas ruas de San Francisco. Que delícia! O seu blog é muito agradável, tanto pela sua escrita como pelas fotografias! Tenho pena que não tenham deixado tirar foto aos vossos pratos. bjs

  4. Viva Fer!
    Muito obrigada pelo seu comentário no meu recém-nascido blog…Já acompanho o seu à algum tempo e apesar de nunca ter comentado acho-o maravilhoso! As cores, a qualidade das fotografias são aspectos que se destacam. Aliás, quem tem gatinhos só pode ter bom gosto! :o)
    Prometo ser menos preguiçosa e meter mais vezes a colher!

  5. Mas esse fim de semana rendeu mesmo, hein, Fer?
    Uau!
    Agora, essa história de não deixar fotografar para preservar a surpresa, vai me desculpar neguinha, mas não colou não. Da próxima vez, fotografa com o celular, discretamente, kkk.
    Bjs

  6. Que charme! As fotos ficaram ótimas, mesmo não dando para ver o que vocês comeram (que pela descrição … que delícia!)
    Fiquei com inveja-branca do chá de gengibre com laranja do seu marido. Minha professora de japonês sempre me traz alguns quando estou resfriada. =p
    Um beijo.

  7. Estudei a língua russa no liceu (fiz tanta maluqueira na minha vida!). Ainda me lembro do meu professor, o Monsieur Desbans, a dizer: “Pronunciem ‘samvar’…! 😀
    O local é encantador!
    Bjs.

  8. ola fer, td bem?
    sempre leio seu blog, gosto mto. Tb estou morando aqui nos eua, mas meio longinho! Ja que vc falou tanto do mac, percebi que vc coloca acento nas coisas! como??? eu tento mas nao sai acento nenhum dessa porcaria … se vc puder me ajudar =)
    beijos ju

  9. Olá Fer,
    Agora que você falou em chá, lembrei de sorvete de chá verde e queria te pedir qual a marca e modelo de sua sorveteira.
    Tenho visto receitas tão apetitosas e agora que o frio está indo embora aqui de Bento Gonçalves-RS gostarias de começar a fazer minha sobremesa preferida.
    Obrigada e felicidades.
    Ange

Deixe a sua pitada: