i hate mondays quiche

ihatemondaysquiche.jpg

—I hate Mondays!
—Today’s Tuesday..
(((((( happy face )))))))
—I must have overslept.

Pode ser que tenha sido apenas mais uma segunda-feira [treze]. Tudo foi um cansaço, uma dificuldade. Corri pra lá e pra cá no final do dia e quando terminei de lavar e guardar os legumes e verduras da semana, me senti esgotada. Perambulei pela cozinha como uma barata dedetizada por quase uma hora, abrindo armários, geladeira, livros. Procurei receitas, pensei em receitas, me irritei de tanto conjecturar o que vou fazer para o jantar?

Precisava usar muitas espigas de milho, muitas abobrinhas, algumas frutas, alguns queijos. Nenhuma idéia pintava, nenhuma receita agradava. Fui tomada por um imenso vazio existencial culinário e senti vontade de sentar no chão da cozinha e chorar. Leve-se em conta o cansaço do dia, os percalços do trabalho, a perspectiva do inicio da semana, algumas preocupações na cachola, a falta de apetite para comida comprada ou de restaurante, e teremos o exato panorama do entardecer da minha segunda-feira.

Resolvi que iria fazer algo, nem sabia exatamente o que. Mas fui em frente. Descasquei e piquei dois dentes de alho. Refoguei no azeite. Piquei duas abobrinhas e raspei os grãos de dois sabugos de milho. Refoguei com o alho. Salguei. Piquei um mini-pedaço de uma pimenta jalapeño, que foi a atração especial da semana na cesta orgânica. Juntei ao refogado. Desliguei o fogo. Piquei uma xícara de presunto cozido e juntei ao refogado. Piquei um queijo cambozola que tinha na geladeira [ou qualquer outro queijo forte] e incorporei ao refogado. Piquei um punhadinho de ciboulettes e joguei no refogado. Separadamente fiz uma mistura de 2 ovos, 2/3 xícara de leite integral e 1/2 xícara de farinha de trigo. Coloquei o refogado num refratário e joguei a mistura de leite. Assei em forno médio por uns 40 minutos. Servi com uma salada de folhas verdes.

Enquanto o prato de sei-lá-o-que assava, resolvi batizá-lo de I hate mondays quiche. Um nome bem apropriado, pois eu realmente detestoooo esse infame dia da semana.

15 comentários sobre “i hate mondays quiche”

  1. Oi Fer,
    Eu sou uma leitora silenciosa 🙂 , mas passo aqui seguido e frequentemente imprimo algumas receitas que vao parar no meu arquivo para serem executadas algum dia 🙂
    Ontem tive visita de uma amiga minha que eu conheco há anos (ela é alema com os pais coreanos, eu brasileira com pai alemao. Nos conhecemos quando estudamos na Franca. Eu voltei para o Brasil por 5 anos, ela foi para a Coréia, Londres e Sao Francisco. Eu fui parar na Bélgica e ela, por uma dessas coincidências da vida, também 🙂 Depois de um ano, ambas nos mudamos para a Alemanha: ela para Frankfurt, eu para Düsseldorf. Hoje moro em Aachen, fronteira com a Bélgica e a Holanda, e ela mora em Hannover. Mas a amizade continua 🙂 ). De qualquer modo, ela veio me visitar e estava nevando muito por aqui, com um caos pelas estradas. Desisti de ir ao supermercado e resolvi transformar o que estava na geladeira mesmo. Apliquei a sua ‘i hate mondays quiche’ (junto com uma saladinha) e ficou muito, muito bom! Sucesso de crítica: da minha amiga alema/coreana, e do meu marido catalao/inglês 🙂 Obrigada pela inspiracao e pelas muitas, muitas receitas 🙂
    Beijos, Angie
    R: gostei muito de saber dissi, Angie. um beijo!

  2. Oi Fernanda! Ja faz tempo que eu estava a procura de uma receita de quiche e como nunca tinha feito nao queria nada muito complicado dai procurei no google e achei muita coisa mas nao tinha certeza se iria ficar bom. Dai foi que lembrei do seu site e sei que tudo que vc faz fica muito bom e decidir fazer essa receitinha aqui e ficou tudo de bom, meu esposo e eu comemos quase tudo.
    Obrigada por postar!

  3. Aiii, Fer, hoje o meu dia está exatamente assim…
    Cheguei agora, já são 19:40, e não faço a menor idéia do que fazer para o jantar.
    Resolvi zapear pelos blogs amigos em busca de inspiração.
    Acho que tb vou fazer um arrastão na minha geladeira e ver o que sai de lá.
    Depois te conto se deu certo.
    Bjs

  4. Fer, vou pensar em você na próxima vez que estiver completamente sem inspiração, e ver se eu consigo fazer do nada um prato tão bonito!
    Agora parto para mais uma odisséia: a busca insana por um cambozola na Terra do Kimchi. De fato, ainda estou na busca insana por um pedaço de mussarela…
    Bjs!

  5. Menina, eu fico exatamente assim quando tenho que fazer comida pra minha “pisqüila”. Dá vontade de chorar…Agora, deixe eu ir me atualizar nos posts recentes do Chucrute pois estou “way behind”.

  6. adorei a idéia de refogadão mas a mistura de ovos e amido e forno. prática, nutritiva e substanciosa…e a cara está uma atração a parte! bjos

Deixe a sua pitada: