Comida em movimento

Vi uma cena que achei que nunca veria: um rapaz pedalando uma bicicleta pelo campus e almoçando ao mesmo tempo—prato numa mão, garfo na outra, pés pedalando, pedalando, boca mastigando, mastigando.

Posso considerar isso uma evolução no campo da fast food e um aperfeiçoamento nas habilidades dos praticantes do prato ambulante. Antes só precisava ser capaz de caminhar com um certo equilibrio para manter o prato e o garfo em posição e seguir em frente, e isso até eu faço. Mas comer em cima de uma bicicleta em movimento exige um talento notável, coisa pra profissionais do circo.

8 thoughts on “Comida em movimento”

  1. Comer em “andamento” só mesmo uma sandocha. Também me faz imensa confusão comer e caminhar ao mesmo tempo com prato e garfo na mão. Mas essa do ciclista, é inédita! Ah, e entretanto, não tocou o telemóvel e atendeu? :o)

  2. Eu também ficava horrorizada quando via essa gente comendo e andando (na rua, de metrô, de ônibus…), mas agora já me acostumei tanto que até eu de vez em quando faço uma boquinha em movimento. Mas não se eu puder sentar, claro. E nunca prato quente, no máximo um sanduba ou frutas. Acho que esse sujeito da bicicleta ia enfartar qualquer praticante da slow food, hehehhee

  3. afe maria! Na Alemanha o povo come também em tudo que é lugar,no metrô, na rua,em tudo que é canto porém andando de bici,esta é inédita ..tô fora!

  4. Eu ainda preciso parar para comer, sentar, olhar o prato, prestar atenção ao alimento. Quando estou na correria, prefiro nem comer à sair mastigando algo. bjo.

Deixe a sua pitada: