O sabor de cada um

finaldorango.jpg

A inconveniência dos dias quentes é a grande desculpa para que eu jogue as panelas e frigideiras para os ares, ignore minhas 687906543 mil fontes de receitas e me acomode no conforto da simplicidade e da improvisação. Essa é uma excelente oportunidade de saborear os alimentos na sua maior intensidade. Imaginem uma refeição onde cada prato contém apenas um ingrediente, maximizado e concentrado, onde nada mais que uns frugais temperinhos influem no resultado final. Pra mim isso é a essência do verão.

Dois peitos de franguete orgânico temperados com suco e raspas de um limão verde, pimenta vermelha em pó, sal grosso e uma dose de tequila, e assados na churrasqueira. Duas abobrinhas amarelas, cortadas ao meio, retirada as sementes, temperadas com sal, pimenta do reino e azeite, a assadas na churrasqueira. Salpicadas com ciboulettes picadinhas antes de servir. Uma salada de folhas verdes e ervas, temperada com sal, pimenta do reino, azeite e suco de limão. Milhos amarelos e tenros cozidos na água e sal. Uma baguete de pão francês fresquinho com manteiga caseira. Sobremesa: melão em fatias, framboesas e red currants frescas.

Comemos como se estívessemos diante de um banquete pantagruélico. Foi uma orgia de sabores puros e simples, que pudemos degustar sem interferências ou intrusões. Cada sabor, único. Nenhum alimento foi dominado, nenhum se subjulgou. Foi uma refeição equilibrada, sem distinções ou privilégios, onde cada sabor se sobressaiu por suas próprias qualidades. Tudo isso é uma ótima desculpa pra não cozinhar, não é? Ôoo, se é!

4 thoughts on “O sabor de cada um”

  1. Adoro comida feita assim, ja estou sonhando com o almoço do lado de fora hj que vai ser deste tipo, pq a previsao é de 27, o que ja é muito quente, até ontem ficava em torno de 18, vai ser a primeira refeiçao no jardim do ano ! beijos

  2. essas refeições são sempre bem vindas! se não estamos afim de fazer mil firulas então que um bomazeite e sal resolvem tudo! beijos

  3. Adorei tudio! Especialmente a sobremesa… Nham nham =D
    E valeu pelo “pantagruélico”! Mais uma para o vocabulário! xD
    Aí é verão e aqui um inverno louquinho… Por que não escreve sobre o seu passado? Antes de ser uma pessoa casada com filho (adorei esse termo!) \o/
    Tenho curiosidade pela sua infância e criação…

Deixe a sua pitada: