Indian slapjacks

American Cookery, foi o primeiro livro de receitas publicado em território norte-americano em 1796 . A autora da façanha, uma órfã e trabalhadora doméstica chamada Amelia Simmons, fez o primeira registro dos hábitos alimentares e do uso de ingredientes nativos, como milho, cornmeal, squash e abóbora. O livro, cujo título original era American Cookery, or the art of dressing viands, fish, poultry, and vegetables, and the best modes of making pastes, puffs, pies, tarts, puddings, custards, and preserves, and all kinds of cakes, from the imperial plum to plain cake: Adapted to this country, and all grades of life , substituiu os importados da Inglaterra nas cozinhas da América e tornou-se extremamente popular. Hoje existem somente quatro cópias do livro original, e uma delas pode ser vista no website da Biblioteca do Congresso. Notem ao folhear as páginas amareladas, que a prensa que fez a impressão do livro certamente tinha um problema com a letra “s”, que foi substitu;ida em todas as páginas por um “f”. Esse detalhe acrescenta um toque extra de peculiaridade à leitura de American Cookery.

*Reproduções desse livro e de outros pioneiros da culinária norte-americana podem ser encontrados AQUI. **O Projeto Gutenberg tem o livro disponibilizado para download AQUI.
Nem todas as receitas são fazíveis, mas a leitura desse livro precursor é certamente uma aula de história da gastronomia no Novo Mundo. Eu quis experimentar ao menos uma receita e escolhi essa de Indian Slapjacks, que é basicamente uma panqueca de milho. Elas não ficam tão macias quanto as panquecas comuns, mas são extremamente saborosas.

slapjacks.jpg

Indian Slapjacks
1 xícara de leite
2 xícaras de cornmeal
4 ovos
4 colheres de sopa de farinha de trigo

Misture bem todos os ingredientes até formar uma massa uniforme. Frite em frigideira ou chapa untada, sob fogo ou em temperatura média. Vire quando a massa fizer bolhinhas. Sirva morno com mel, manteiga, geléia, ou somente com sal. As minhas foram servidas com maple syrup.

10 thoughts on “Indian slapjacks”

  1. Farei no café-da-manhã de domingo com o delicioso maple syrup canadense (olha a traição da menina criada em New England…) q minha prima trouxe das férias. Can’t wait!!!
    (Isso se não ganharam as super easy pancakes q a Marthinha Stewart colocou lá no site dela)

  2. Oi Fer!
    Essa substituição do “s” pelo “f” como vc notou era comum, grafava-se dessa forma mesmo, tanto na língua inglesa quanto na portuguesa e desconfio que em francês tb!
    Ainda durante o século XIX isso foi comum, na escrita cursiva tb se fazia isso. No Brasil, 1 “s” só era geralmente grafado como “f”, e “ss” como “fs”.
    beijos

  3. Muito interessante o projeto Gutemberg. Essas informações são ótimas. Vou até passar esta para uma senhora minha amiga da igreja que é praticamente uma historiadora amadora. Bom, sobre o cormeal,pode-se substituir por fubá também?
    bjs

  4. Eu amo esses livros! São um património imperdível. E ainda é melhor quando vemos que graças a pessoas como a querida Fernanda, esse património precioso é partilhado com nós todos. Obrigada.
    Beijo.

  5. Tenho um livro de bolos americanos que cita Amelia Simmons no começo. Confesso que nunca tinha ouvido falar dela. Mas o livro mostra algumas receitas dela que são ótimas. bjo.

Deixe a sua pitada: