esganada

gameandmisty.jpg

ou, lust for life, ou, vivendo como se não houvesse um amanhã, ou, será que um dia me arrependerei disso?

Comigo é tudo aqui & agora. Eu não poupo, não economizo, não sou do tipo moderado. Se tem gostosuras, eu como. Se tem bebidinhas, eu bebo. Sabonetes cheirosos e caros vão pro uso. Perfumes são espirrados aos montes, sem comedimento. Roupas compradas hoje são usadas hoje mesmo, ou o mais tardar amanhã. Sapatos são gastos conforme a vontade e a necessidade. As iguarias são devoradas, coisas novas e diferentes compradas, a grana é pra gastar, não consigo passar vontade.

Eu sou assim esganada, não guardo dinheiro, não guardo nada, todas as roupas que eu tenho são para serem usadas, não tenho nada especial reservado numa caixinha dourada, minhas bijous simplórias são guardadas em latinhas de pastilhas e caixas de sabonete, não tenho ouro, nem prata, nem roupas de seda. Como e bebo até passar a vontade, faço as coisas que quero fazer, mesmo quando uma vozinha me aconselha o contrário. Sou espontânea, sincera e arrebatada. Adoro comprar e dar presentes. Choro na hora que o choro borbulha, escandalosamente, não importa onde eu esteja. Dou risada na hora que o riso explode, posso estar onde for. Passo vergonhas monstruosas por causa disso, mas nem penso em tentar me controlar. Não dá.

Quando olho para a vida de pessoas com poupança no banco, vida organizada, tudo meticulosamente planejado, me sinto um ser selvagem, que só se preocupa em satisfazer as necessidades básicas, sem pensar muito no depois. Na verdade, nem é tanto assim, mas é quase.

31 thoughts on “esganada”

  1. Fer
    Estou lendo somente hoje essa sua “esganadice” e, claro, devo fazer uma observação: você é perdulária, como a grande maioria das pessoas é, é autêntica, pois deixa transparecer o que sente – coisa difícil hoje em dia. E é, acima de tudo, um ser humano bastante real e palpável. Continue assim, sem dor ou qualquer piedade, por favor
    Antônio César

  2. Simplesmente adorei sua sinceridade, e assim como de todas que deixaram sua mensagem nesse cantinho.
    Somos tantas,tão diferentes e tão iguais.
    Cada momento é único ,exclusivo e passa tão rápido….
    Beijos de Luz em seu coração

  3. Fer, eu não era assim, mas agora estou ficando, depois de ter superado uma depressão, que vinha não sei da onde e tinha não ser porque. Mas Deus coloca as pessoas certas na vida da gente, e minha terapeuta cristã me ajudou bastante a me conhecer e entender, claro que também com minha fé em Deus. Sou outra pessoa agora, e posso dizer que é assim que se deve viver. Cada dia é um dia, e com alegria. Não é egoismo, é o contrário, você tem que estar aberta para a vida, de bem com você mesma, justamente para ajudar os outros, consolar, amar, dar atenção aos carentes e mostrar esperança e alegria. Vivo comprando presentinhos para mim e a lojista pergunta: É para presente, eu digo , claro, para mim. Pode embrulhar bem bonito! E é gostoso dar também! Sabe, Fer, a gente tem que ser a nossa melhor amiga. Ter auto-estima, se não vc não segura a barra dos outros, não consegue ajudar. E a até na Bíblia está escrito em Matheus 6:19-21 “Não ajuntai tesouros na terra, onde a traça e a ferrugem tudo consomem, e onde os ladrões minam e roubam; mas ajuntai tesouros no céu, onde nem a traça nem a ferrugem consomem , e onde os ladrões não minam nem roubam. Porque onde estará o vosso tesouro, aí estará também o vosso coração.” Acho que isso é uma lição para as pessoas serem mais felizes.
    Beijos

  4. Eh por essas e outras q eu te acho demais Fer!!
    Gosto de ser espontanea e fazer o q da vontade!
    A minha vida toda minha mae comprava roupas e guardava p/ “usar p/ sair”, nos nunca saiamos, iamos crescendo e perdiamos roupas novinhas… ai como eu detestava isso.
    Depois q casei tive a liberdade q sempre quis, comprou e uso, como, gasto, nada de roupas “para sair”, economizar perfumes (outra da minha mae, ficava tudo com cheiro de alcool, arghhhhh!), nao nao nao, comprou eh para usar, aproveitar, se divertir enquanto estamos aqui, curtindo a vida, nao eh nao?!!!
    Beijao Fer!!!
    Ana

  5. Fer, estava com saudade de deixar recadinhos aqui no seu blog. Tenho trabalhado loucamente, principalmente agora com o terrível acidente aéreo em São Paulo 🙁 Mas passei por aqui rapidinho para deixar um oi e dizer que sua vida, pela descrição, é perfeita 🙂 Um pouco de ‘organização’ é ok, mas a vida tem que ser vivida assim mesmo, não é? Mansamente, aproveitando-se as pequenas oportunidades diárias. Ser feliz todo dia, mesmo que seja um pouquinho, já é uma bênção. Um beijo, Lu 🙂

  6. Olá, Fernanda!
    Descobri o seu blog há pouco tempo, e estou adorando o que vejo por aqui!
    Dá até vontade de criar um blog culinário também… 🙂
    Aliás, a cada dia descubro espaços gastronômicos cada vez mais interessantes. Muito legal isso.
    Um beijo,
    Bruna.

  7. Querida Fer, não consigo ficar longe dos seus posts, o Chucrute já faz parte da rotina diária e quando não passo aqui já fico sentindo falta de suas deliciosas palavras ou imagens. Que bom que você é assim feliz e solta, pessoas que não se permitem sentir infelizmente não conseguem viver plenamente pois não deixam o riso e o choro aflorarem a qualquer momento, como uma lágrima na hora em que toca o hino nacional na entrega de uma medalha (ontem à noite vi na TV e não consegui segurar…) e ao mesmo tempo o riso maroto quando uma besteirinha acontece. Para que deixar para depois, para que ficar se poupando de tudo, não coma isso, não faça aquilo, não vá lá, não isso…eu hein…! Carpe Diem!
    Grande beijo da sua colega de LIVE AND LET DIE!
    http://www.mangiachetefabene.wordpress.com

  8. Fer, que saudade de vc, dos seus textos tão gostosos, das suas fotos lindas e cheias de sensibilidade.
    Que bom estar de volta ao nosso pequeno convívio virtual.
    Sabe que eu preciso ser um pouco mais assim? vou me lembrar disso.
    Bjs

  9. Adorei o texto! Gostaria de ser assim tbem, mas sou super econômica (filha de imigrantes), penso sempre no amanhã e no futuro de minha filha.
    Mas não economizo em gargalhadas e sinceridade.
    bjo grande
    vera

  10. Fer, eu aprendi muito com você no passado, e esse post é a prova de que continuo aprendendo, ainda, no presente (e que irei aprender no futuro, pois pessoa tão sábia irá sempre nos iluminar!). 😉
    Me lembro de você falando de usar as coisas boas, e me peguei passando esse ensinamento a amigas numa loja carésima na minha última viagem. Comprando sabonetes, uma disse “ah, esses vão só para o lavabo das visitas”… eu virei e falei “eu, hein? Quero mais é tomar banho com eles, eu mereço!”. A gente TEM que merecer alguma coisa, né?
    Saudaaaaaaaaaaaaaaaades, minha querida amiga. Beijos mil! 🙂

  11. Oi Fernanda, passo aqui pra ver seu blog de vez em quando. Nunca comentei, mas nao pude deixar de comentar depois de ler esse post. Amei! A vida pra ser vivida. Aproveite 🙂

  12. Fê, pelo jeito você não economiza nada mesmo. Nem suas melhores palavras, nem você mesma ao compartilhar coisas tão lindas conosco. Sinto que sou privilegiada por estar em companhia (mesmo que virtual) de alguém tão autêntica e particular. Você é ótima desse jeitinho mesmo. Beijo com admiração e carinho.

  13. Fer, afinidade total,não foi à toa que cheguei até aqui..todos estes sentimentos que tu citas ficam ainda mais fortalecidos quando sofremos alguma perda importante,ano passado perdi minha amada cunhada para um câncer fulminante,uma mulher jovem, ativa,brilhante, aí a gente esborracha a cara na efemeridade da nossa existência e passa a dar valor ao que merece, deixando as picuinhas para trás, vê o quanto vale a pena ser generoso e bom, ou ao menos tentar..um beijo prá ti e siga firme sendo autêntica..

  14. Fer, adorei o post e a tua maneira de ser. Quisera eu ser tão desprendida quanto você. Confesso que me preocupo em demasia com o futuro, deve ser resquício de alguns tormentinhos do passado! Mas muitas vezes me dou férias e curto tudo que tenho direito: deixo as preocupações de lado e esbanjo alegrias.
    Beijocas,
    Cris.

  15. Eu não consigo entender quem compra objetos para cozinha e não usa nunca: pratos, talheres, travessas, taças, souplats, açafrão em pistilo, flor de sal, cogumelos caros…Também por isso faço questão de arrumar a mesa e um prato lindo para comer quando estou sozinha ou com a família. Economizar gentilezas consigo mesmo tira a beleza e alegria de viver. bjo, Nina.

  16. Você vive, Fer!
    E isso é tão bom!
    Eu também não faço economias (principalmente com comidas). As vezes até penso ‘putz! Tô com 30 anos, preciso começar a poupar’, mas prefiro gastar com alguma coisa que me faça feliz hoje. Não quero me arrepender do que eu ‘deixei pra fazer amanhã’.
    Beijo

  17. É bom encontrar uma pessoa como a gente.
    Sou assim também.
    A vida é pra ser vivida, aproveitada, degustada..
    Não dá pra esperar.
    Quem sabe o dia de amanhã?
    Parabéns pelo seu site, sempre me inspira coisas novas.
    Lylia

  18. Fer,
    Também estava pensando, ser feliz é deixar de ser vítima dos problemas e se tornar um autor da própria história. Aproveitar a cada momento como se fosse o último. Muito lindo o que você escreveu!
    Abraços.

  19. E’…. me fez lembrar minha mae que por anos e anos e anos cobria o sofa’ com um lencol para “proteger” e so’ tirava quando vinha visita
    demorou, mas eu e minhas irmas finalmente a convencemos que ela mais do que ninguem merecia ver o sofa’ bonito on a daily basis
    🙂

  20. fantástica Fer, que texto lindo…e sou como vc..não economizo nada, como mesmo e doro me fartar de tudo o que é bom..dou risada em horas mais do que inapropriadas e assim vou vivendo…as vezes acho q tenho q guardar uma grana, mas ai quando vejo um sapato que me agrada a vontade de poupar logo vai embora e o desejo vence…beijos!

  21. OI Fer, sou assim tambem, acho que a felicidade consiste em se fazer sempre o que se gosta, nunca guardo nada, sou sempre generosa e nada me falta graças a Deus! hoje inclusive ouvi um relato semelhante de alguem dizendo que a gente nunca deve deixar nada guardado pra usar amanha, use sempra hoje, o melhor prato, o melhor copo, a melhor roupa e seja feliz! beijão, Fah.

Deixe a sua pitada: