de Minas para o mundo

Fomos beber um suquinho natural dos trópicos lá no Tucos e o dono do restaurante nos avisou que iria colocar feijoada brasileira no cardápio. Nos disse também que queria introduzir pão de queijo na lista de appetizers. Pois eu tenho uma receita fabulosa e infalível—já fui avisando. Trocamos alguns e-mails, ele perguntando as medidas exatas, porque venhamos e convenhamos, 1 copo americano de leite e 1/2 queijo de Minas curado ralado não são medidas universais. Depois de tudo clarificado e explicado, ele me avisou que o pão de queijo já está no menu do restaurante, assim como a feijoada. A feijuca eu não garanto, mas o pãozinho é o fabuloso Pão de queijo da Pat. Sucesso garantido e absoluto!

6 comentários sobre “de Minas para o mundo”

  1. Fer, esta sua feijoada gringa me fez lembrar uma vez que estava com minha família em Nice e o chef do hotel era tão apaixonado pelo Brasil que decidiu nos presentear com uma feijoada – francesa. Só que ele trocou as bolas e cozinhou a laranja junto com a feijoada, imagina que caca! E tivemos todos que comer e dizer que estava perfeita. rs
    Desejo melhor sorte pra vc aí!
    Bjs.

  2. Já estou com essa danadinha na minha lista para um dia mais folgado. Que queijo será que dá pra usar? Eu sou completamente ignorante em termos de quijo minas.

  3. Be still my heart!!!!!
    ai, que saudade do paozinho de queijo com catupiry (so’ de falar em catupiry minha boca enche de agua e olha que jantei bem)
    nao ha’ nada que me faca mais falta em termos alimenticios que catupiry, by the way
    vou guardar essa receita e tentar assim que der uma festinha tropical em casa (hubby por sinal e’ louco por um pao de queijo)

Deixe a sua pitada: