the zero-waste festival

recyclehere.jpg

Kombis coloridas, ônibus psicodélicos, centenas de cabeleiras rastafaris e camisetas tie dye do Grateful Dead vão invadir a cidade neste final de semana para o Whole Earth Festival, que acontece no campus da UC Davis. Todo ano quando chega a maio, o dia das mães e consequentemente o festival, eu me lembro de uma bofete que falou do alto da sua empáfia que não ia, nem levava a família nessa festa porque ela era cheia de gente que fumava ma-co-nhaa! Ha Ha Ha! Minha Santa Perequeta, nos salve desses boçais! Apesar de não ser uma, eu tenho uma alma hiponga e curto esse festival, que começou em 1969, cresceu e desenvolveu com muitas propostas bacanas. Uma delas é o zero-waste. Uma festa com milhares de pessoas que produz pouquissimo lixo é possível e foi comprovado. Tudo é reciclável e reciclado. Para as barracas de comida—que são cem por cento vegetarianas, não há quase lixo, pois os comensais “alugam” os pratos, copos e talheres, e recebem o dinheiro de volta no retorno. Tudo é lavado e esterilizado numa lavadora industrial. Além da comida veggie simplesmente deliciosa, o festival tem mil outras coisas bacanas—música ao vivo, palestras, filmes, dança, workshops esotéricos, artesanato bonito. Movida a energia solar, a festa demanda uma penca de voluntários, que trabalham os três dias e recebem o charmoso título de Karma Patrol. Eu vou estar lá, provávelmente dançando no show principal de sexta à noite e encaroçando alegremente na tarde de sábado. Eu adoro essa festa e vou todo ano, desejando sempre que a alegria contagiante inunde as almas dos caretas!

9 comentários sobre “the zero-waste festival”

  1. Olá,
    Já ouvi falar da Davis… uma vez conversei com um
    funcionário de lá, que estava de passagem em São Paulo.
    Não sabia da festa… deve ser excelente, pelo que
    você falou.
    Estive nos Festivais de Águas Claras, nos 3 últimos
    (1981, 1983 e 1984)… e recentemente tenho lido sobre
    os Festivais da Ilha de Wight e de Glastonbury… Acho
    que está faltando algo assim no Brasil…

  2. Oi Fer, é melhor nem comentar sobre os boçais porque eles me dão urticária. Quanto à festa, acho que ela deve ser muito legal. Vontade de ir não falta, o duro é a distância porque dinheiro não é problema, é solução (rsrs). Beijinho e aproveite a festa.

  3. Que idéia genial!!!Pelo que você conta Davis é uma cidade bem animada, com muitas coisas interessantes para ver, ouvir e curtir!
    Que delícia de programa! Aproveite muito!
    Beijos e ótimo final de semana! Parabéns pelo Dia das Mães!

  4. hmm..eu tb iria curtir:)) e tb nao sou hippie..mas confesso que fui no “II Festival de Iacanga” (Águas Claras, São Paulo);))
    Divirta-se!!
    Bjs
    Bri – de volta das ferias..

Deixe a sua pitada: