[mais um] picnic no parque

Já escrevi aqui muitas outras vezes sobre o picnic das quartas-feiras no Farmers Market de Davis. Eles começam junto com o horário de verão, que aqui se chama Daylight Saving Time. Fui tantas vezes à esse picnic com minha família—mãe, sobrinhas; com amigos e com a associação brasileira da qual eu faço parte. Esse é o picnic mais eclético e divertido, pois mistura um monte de gente, não só brasileiros. E quando isso acontece ficamos até o anoitecer na grama, muitas vezes somos os últimos a sair do parque, reciclando antes nossas garrafas de vinho e água, jogando o lixo fora, deixando tudo impecável.
Quando chegamos ainda está sol e a banda está tocando, famílias e grupos se reunem sentados em panos espalhados pela grama. Para o nosso picnic BID, eu levo um pano verde-amarelo para marcar território, tudo muito discreto. Cada um leva uma comidinha ou compra no mercado, e dividimos sempre o vinho. Ontem a tarde estava fria e as nuvens se aglomeravam em chumaços cinzentos ameaçadores. Mesmo assim decidi enfrentar o parque, porque já havíamos marcado e divulgado o tal picnic. Preparei uma pastinha de abóbora na correria e me empinotei na bicicleta, com a minha infalível cesta enfiada nos guidões, e corri pro parque.

Não apareceu muita gente, mas alguns corajosos enfrentaram bravamente o frio, tentando se esquentar com vinho e risadas. Eu me empolguei na conversa e perdi a conta de quantos copos de vinho bebi. Na hora de ir embora, no escuro e com a bateria do farol da bicicleta arriada, fiquei um pouco preocupada. Mas como naquele momento eu estava vendo o mundo com muito mais alegria e positivismo, pedalei animada e com total confiança, embora a bambalêancia estivesse realmente evidente.

*assista à um pequeno filme de um dos picnics que fizemos no parque, em 2005. fiz uma geral logo que cheguei. depois encheu muito, muito de gente. a banda de blues que tocou estava ótima, assim como a comida e a companhia no nosso pano verde-amarelo, que foi ganhando muitas extensões e muitas outras bundas sentadas!

14 thoughts on “[mais um] picnic no parque”

  1. Ferrr,
    que saudade desses picnics! Adoro visitar seu blog!
    Beijo grande
    (voce viu minha mensagem que te falei do Antonio? tenho tantos endereços seus que nao sei se mandei p/ o certo-atual)
    Juliana

  2. Pois é, Fer, se aí estava frio além da conta, por aqui os passeios no parque têm sido sob forte calor; foi justamente sobre isso que escrevi hoje. Mas não dá pra deixar de curtir, isso é que importa! Beijão!

  3. Fer, como a maioria já disse, aqui não existe esse hábito. Minha filha tem a maior vontade de fazer piqueniques, tanto que já improvisamos um aqui na grama do quintal rsrs, só pra matar a vontade dela.

  4. Eu adoro pic-nics, já fiz vários, principalmente agora que moro no interior(em sítios de amigas),
    é sempre diversão , descontração e muita comida boa!!!!!!

  5. Fer, valeu pela visitinha no meu blog. Adorei!
    E adorei tb essa historinha do picnic no parque. Inclusive, já estou combinando um para esse fim de semana com o maridão!!! Realmente no Brasil, principalmente na região sudeste, não temos esse costume. Mas podemos tentar inovar, né?
    No Sul do país essa prática é bem comum. Morei 2 anos em Porto Alegre e lá sim isso faz parte da cultura. Aos domingos os parques ficam lotados de famílias com suas toalhas na grama e, claro, com o chimarrão bem ao lado. Agora, estou morando em São Paulo e vou tentar continuar com a prática por aqui também.
    Só tem uma coisinha… Não estou conseguindo ver o vídeo no Youtube. Aparece a seguinte mensagem: The video you have requested is not available.
    Será que o problema é só comigo ou será que o link tá com algum problema mesmo??
    Bjos!!

  6. Adoro mas é como a amiga ai de baixo escreveu, no Brasil é raro. Eu vou me inspirar na tua, vou iniciar comprando uma cesta…quem sabe o que vai aconceter? depois vou te relatanto.

  7. Que massa, adorei! A banda estava ótima!
    Aqui em Fortaleza tem um parque legal pra fazer piqueniques, já fiz algumas vezes, mas quase ninguém aqui tem esse costume. Geralmente é só nossa toalha e algumas pessoas caminhando… 🙂

Deixe a sua pitada: