polenta com carne refogada

polentacomcarne.JPG

Fui caminhar no Arboretum quando cheguei em casa do trabalho e como a temperatura hoje chegou na máxima de 26ºC, as duas milhas e meia de camelagem me fizeram até suar. Fui avisada que jantaria sozinha – ele até dá um suspiro quando diz que tem muita coisa pra fazer. Já estou acostumada, nossa rotina incluí dias assim. Zanzei um pouco pela cozinha, olhando o que tinha na geladeira, o que tinha na despensa. Outra rotina. Tinham em mente fazer uns aspargos lindos que vieram na cesta orgânica, mas vai ficar pra amanhã, ou depois. Resolvi fazer polenta, pois ainda estou nessa fase, que está demorando pra passar.
Desta vez a combinação de ingredientes na geladeira rumou para um refogado de carne para acompanhar a polenta e foi feito do modo mais simples. A receita vai ser à moda antiga: refoga-se lá meia cebola num azeite, acrescenta-se os pedaços de carne, que no meu caso já estavam cozidos, mas podem ser crus, depois joga-se umas cenouras cortadas na diagonal. Quando estiver tudo refogadinho, joga-se um bom copo de vinho tinto e depois outro bom copo de molho de tomate. Pode usar molho em lata ou vidro, mas eu recomendo um desses deliciosos feito em casa, sobra de outro dia guardada no tupperware, ou apenas uma lata de tomates em conserva, desses sem sal, sem tempero, batido num liquidificador. Jogua-se um raminho de orégano fresco, sal e pimenta do reino a gosto. Deixa reduzir.
Enquanto a carne refogava no molho que engrossava, eu escrevi um texto para o meu blog de cinema sobre Jean Arthur, uma das minhas atrizes favoritas – lovely, lovely!
Quando a carne ficou pronta, com um molho bem denso, preparei a polenta do modo mais simples, com sal e um fio de azeite na água fervendo – 3 xícaras de água, 1 xícara de polenta. Quando ela encorpou, acrescentei um queijo cremoso, mas sinceramente nem precisava. Comi um pratão sentada no escuro, usando uma colher e acompanhando tudo com um copo enorme de vinho branco.

12 comentários sobre “polenta com carne refogada”

  1. Como eu disse ontem: vi, fiz e comi (comemos) Minha filha, que não é chegada a angú, repetiu e só faltou lamber o prato…
    Abraços

  2. Fer, eu não gosto de polenta, mas teria um enorme prazer em fazer-lhe companhia para experimentar essa sua receita e o copo de vinho branco! Deve ficar interessante a polenta com o queijo cremoso!
    Um beijo!

  3. Aqui nessas bandas, já vi colocarem queijo parmesão por cima, mas queijo cremoso nunca. Minha próxima polenta (aqui chamada de angu) vai ser ao estilo Fezoca!!
    ;0)
    beijo,

  4. puxa desculpe se te trouxer algum sentimento errado mas todas vezes que acordo ligo o computador a primeira coisa que vejo é o seu blog Chucrute com salsicha.sempre tem algo simpático, simples e animador . ótimo para começar o dia.
    adoro também filmes antigos principalmente os musicais e os com James Stewart.vou começar a ler esse seu outro blog que eu não sabia de sua existência.você é ótima beijos

Deixe a sua pitada: