Gourmet – 1941

gourmet41_1.JPG gourmet41_2.JPG
gourmet41_3.JPG gourmet41_4.JPG
gourmet41_5.JPG gourmet41_6.JPG

A técnica precisava fazer alguma coisa no meu computador e me mandou passear por quinze minutos. Eu corri pra biblioteca da universidade, pra aquelas prateleiras da seção TX, no terceiro andar. Fui olhar os livros de culinária. Parei numas encadernações cor de laranja e ali fiquei – exemplares da revista Gourmet da década de 40 até hoje. Peguei o volume de 1941, que fui ler em casa, à noite. Comparada com a revista de hoje, aquelas eram realmente simples, pra não dizer simplérrimas. Pouquíssimas fotos, muitas ilustrações e as receitas inseridas no meio dos textos, o que dificulta muito a seleção e mesmo a execução. Uma revista bem textual, o que hoje seria completamente irreal, já que as revistas de gastronomia pecam pelo exagero visual. Mas pra compensar, a Gourmet de 1941 tinha textos da M.F.K. Fisher – e seu livro anunciado por $2! Manual para domésticas, presentes para gourmets, muita propaganda de bebida e muitas páginas com texto, texto, texto. Interessante comparar como muita coisa mudou – melhorou ou piorou. Agora quero pegar os volumes de 1943, 44 e 45, quando os EUA já estavam na guerra, pra ver como as restrições impostas pelo conflito refletiu nas páginas da revista.

3 thoughts on “Gourmet – 1941”

  1. Os contextos mudam, e mudam tb os veículos culturais que os traduzem. Lembro que, pela década de sessenta, as publicações não traziam as fotos dos pratos, apenas uma ou outra perdida, como uma amostra. Eram mais comuns também os livros de bolos confeitados; as receitas de pratos salgados, saladas, em geral, aprendíamos (em décadas mais recentes) trocando, copiando cadernos de receitas, ou cortando e colando as fotos impressas nas embalagem de produtos culinários. Agora, temos essa profusão de livros, revistas especializadas, sites, dvd’s, e até, blogs. Para nossa sorte de viver neste contexto.
    Bjs

Deixe a sua pitada: