dá pra pôr num marmitex?

Essa história já foi contada e recontada na minha família zilhões de vezes. Virou uma fábula.
Quando eu ia ao Rio, ou ela ia a Campinas era comum passarmos as noites em claro conversando. Como a gente conversava, e como curtíamos a companhia uma da outra. Na última vez que fui ao Rio visitar a minha prima Helô, os nossos convercês atravessaram as madrugadas, o que era um tantinho sacrificante para os nossos filhos – o meu Gabriel com uns seis anos, e o Pedro dela, com uns quatro. Acordávamos tarde, tomavamos aquele café da manhá longo e ficávamos na mesa conversando, conversando… Íamos jantar super tarde, era uma bagunça geral. Pobres crianças, filhos inocentes de duas malucas.
Num belo domingo, levantamos super tarde, tomamos café e ficamos na mesa até tardão, nem pensamos em almoço nem nada, até que alguém sugeriu irmos comer numa churrascaria rodízio. O marido da minha prima era amigo do dono do lugar, então o cara ofereceu um desconto para a nossa mesa. Beleza pura! Sentamos para comer e o Gabriel simplesmente desembestou. Encheu o prato com tudo que era possível e toda carne que era oferecida ele aceitava. Ficamos de olhos esbugalhados olhando o guri comer. E como ele comeu! Na hora de pagar, o dono da churrascaria falou – olha, vou dar o desconto como prometi, mas vou ter que cobrar aquele menino como adulto, pelo tanto que ele comeu.
O marido da minha prima pagou a conta e voltou rindo, inconformado, nos contando o ocorrido. Começamos a rir também, quando vimos um garçon se aproximar do Gabriel e ouvimos ele pedir – dá pra você pôr os restos num MARMITEX que eu vou levar pra casa?
Pobre guri, filho de uma mãe desnaturada, estava tentando se prevenir. Vai que não tivesse almoço no dia seguinte! Até hoje não me conformo – que dóóóó!!!!

9 comentários sobre “dá pra pôr num marmitex?”

  1. Fernanda, o meu filho está com 8 anos, e já perdi as contas das vezes que simplesmente me esqueci de dar almoço ou jantar para ele! Como não é de comer muito, ele nunca reclama, coitado… A sua história é ótima, e prova que as crianças acabam sobrevivendo, apesar das mães maluquetes! :o)

  2. Inevitável!!!..rs..quando mulheres que se gostam se encontram..o mundo (e até os filhos, lástima!) ficam em segundo plano…minhas sobrinhas sempre reclamam que passam fome quando eu e minha mana nos encontramos.r..s.s..
    ai,ai…doces lembranças…as tuas e as minhas…

  3. Eu e minhas irmãs fazemos a mesma coisa qdo nos encontramos e os pobres dos meninos que sofrem pq não tem programação que seja seguida, tudo vira uma bagunça só.
    Um lindo fim de semana.

Deixe a sua pitada: