Bolo de Carne

bolocarne1.JPG
bolocarne2.JPG
bolocarne3.JPG
the making of the meat loaf

Outro dia eu encasquetei que tinha que fazer um meat loaf, um bolo de carne. Acho que já dei bandeira suficiente de que a carne não é o prato principal e o foco das minhas cozinhações. Mas eu faço e como carne. Nesse dia quis usar uma boa carne moída que tinha comprado. Notem, carne móida é uma das coisas que mais me enojam e que tenho dificuldade para comer, se a qualidade não for excelente e se o prato não for super bem preparado. Lembro no final da década de 80 quando teve uma crise da carne, não lembro por que. Fomos jantar na casa de uns chilenos em Piracicaba e a anfitriã preparou uma lasanha cheia de carne moída no molho. Era um ‘treat”, pois a carne estava caríssima, mas eu catei toda a carne moída e arrastei pra um canto do prato – picky! A anfitriã mostrou uma visível irritação e me perguntou se eu não comia carne. Eu respondi que tinha nojo de carne moída. É vero, mas não é uma coisa que domina o meu cotidiano. Então nesse belo dia de novembro em Davis, eu resolvi fazer um prato com carne moída.
Primeiro devo dizer que essas fotos não me agradam. Gosto da pornografia das frutas, verduras, pães, massas, doces. Já a carne crua é hard core, é muito explícita. Mas superei minha ojeriza e repulsa pra poder mostrar o making of desse bolo.
Eu não compro farinha de pão. Sempre que uma receita pede farinha de pão, eu uso o mini-food processor e preparo um tantinho, com qualquer tipo de pão seco ou bolacha salgada que esteja dando sopa. Sempre tenho essas bolachas suecas ou norueguesas, que usamos pra comer com queijo. Elas dão uma farinha bem nutritriva. É com ela que faço o bolo dar liga. O tempero pra carne móida varia. Desta vez foi: cebola, sal, pimenta do reino, cebolinha picada e mostarda preparada – que sempre substituí o ovo – eu não suporto a idéia de ovo misturado com carne, acho que já disse isso antes. Entao, mistura tudo com as mãos e prepara o bolo.
Desta vez decidi fazer recheado. Uma camada de carne moída temperada, outra de milho fresco ralado e temperado com um pouco de sal e um fio de azeite, outra de bacon frito, outra de carne moída temperada. Forno médio por 30/40 miinutos. Pode servir com arroz branco e salada verde, que foi o que eu fiz.

9 comentários sobre “Bolo de Carne”

  1. Fer,
    vc tem nojo de frango?
    Eu compro peito de frango e passo no processador e faço chicken meat loaf. Fico super bom tb…
    Recheio com alho poró, cream cheese, cenoura raladinha…
    Super yummy…

  2. já eu gosto de carne e de fazer também. não sou, porém, a carnívora típica: posso passar dias sem carne numa boa e, num restaurante, sempre prefiro frango ou peixe. carne moída aqui em casa é pra fazer umas bolinhas tipo almôndegas (que a otília faz divinamente) ou então bolo de batatas com recheio, igualmente divino. e uma das melhores macarronadas da minha vida foi preparada pelo marido inglês-branquelo da minha amiga mari, com um molho feito com muito minced beef e legumes variados, tipo cenoura e abobrinha. é divino. bjs

  3. Fer eu também não sou muito chegada a carne, e moída então… mas vou te passar uma receita maravilhosa que conheci através de uma vizinha que por sua vez ficou sabendo através de um conhecido da prima do marido e por aí vai uma história sem fim…a receita, salvo engano, é de origem romena. Experimente, É MARAVILHOSO!
    BOLO DE SR. COCK
    01 KG DE CARNE MOÍDA
    200 G DE BACON MOÍDO
    200 G DE SALAME MOÍDO
    CEBOLA E ALHO PICADINHO, A GOSTO
    SAL E PIMENTA, A GOSTO (CUIDADO P/NÃO SALGAR)
    05 PAEZINHOS DE SAL AMOLECIDOS NO LEITE
    COLOQUE A CARNE NUMA PENEIRA PARA ESCORRER TODO O LÍQUIDO.ESPREMA O EXCESSO DE LEITE DOS PÃES. MISTURE TODOS OS INGREDIENTES, ATÉ AGREGAR TUDO MUITO BEM. UNTE UM PIREX COM AZEITE DE OLIVA, ARRUME A MISTURA APERTANDO COM AS MÃOS, REGUE COM AZEITE E LEVE AO FORNO QUENTE POR MAIS OU MENOS 40 MINUTOS ATÉ FICAR CORADO.
    SIRVA COM ESSE MOLHO: CEBOLA PICADINHA COM BASTANTE AZEITE DE OLIVA.
    PARA ACOMPANHAR ESSE PRATO QUE JÁ É BASTANTE CALÓRICO, UMA SALADA VERDE É O IDEAL.

  4. Se pensarmos detidamente, a carne crua, desfigurada propõe uma visão assim, um tanto escatalógica… depois, com os preparos, cozimentos, transforma-se num manjar glamouroso e nos sedutor, delicioso…
    Com um flash da Fer, que transforma alimentos, comida em algo palatável, até atraente, qualquer pecado capital vira venial, algo dos deuses!
    Bjs

  5. Fer, tenho nojo de carne também. Mas até que consigo me controlar, depois de tanto tempo mexendo. Meu irmão, com quem eu morava antes de casar – além do meu pai – era super carnívoro. E como eu cozinhava todos os dias estava sempre em contato com carne.
    Adorei o seu making of, as tiras de bacon estavam lindas!

Deixe a sua pitada: