as últimas abobrinhas do ano

ultimasabobrinhasdoano.JPG

Comprei diferentes variedades de abobrinhas no Farmers Market. O primeiro sinal de que a temporada de algum produto está no final, é quando ele some da cesta orgânica semanal. Já aconteceu com as abobrinhas, então resolvi comprar no mercado para um farewell. Para fazer essa salada me baseei numa receita de courgettes à francesa do livro Is There a Nutmeg in the House? da Elizabeth David.
Corte as abobrinhas e cozinhe no vapor.
Não cozinhe muito, pois elas precisam ficar crocantes e não molengas.
Coloque num prato, deixe esfriar.
Prepare o molho com:
1/2 xícara de iogurte grego
Suco de 1 limão verde
Sal e pimenta do reino a gosto
Ciboulettes [Chives] picadinha
Azeite extra-virgem a gosto – usei um orgânico produzido aqui na Califórnia e vendido pelo Trader Joe’s que é uma coisa impressionante, cheiroso e com uma cor esverdeada que eu nunca vi num azeite antes.
Misture bem com o batedor de arame e sirva sobre as abobrinhas.
Usei esse molho com pepinos e também ficou ótimo.

11 comentários sobre “as últimas abobrinhas do ano”

  1. HUMMM. Fer, já anotei a receita e farei esta semana pois comprei abobrinhas ontem. O único senão é o iogurte grego que não existe à venda por aqui. To pensando como solucionar o problema.
    Beijos

  2. Cá em Portugal, usamos a palavra “curgete” para designar a aboborinha. É um vegetal que aprecio muito. Também se arranjam por cá no Inverno, mas não são tão boas como no Verão.

  3. Desculpa a ignorancia: abobrinhas são a mesma coisa que courgettes? Há muito tempo que eu queria saber pois aqui em Portugal não encontro abobrinhas.
    Obrigada

  4. Hummm! Cara de delícia pura…
    beijins,
    Sam
    P.S.: Aquele suflê de couve-flor ficou fino pacas. Massa básica, misturada com a couve em pedacinhos pré-cozida no vapor, uma cobertura de clara em neve e parmesão ralado, vai pra gratinar e uh-la-lá!

Deixe a sua pitada: