minha pequena roça

Todo ano, mais ou menos nessa época, eu pego na enxada. Neste ano um pouco mais tarde, por causa da chuvarada incessante. Mas tenho feito minha horta anualmente, embora perdendo um pouco do entusiasmo a cada ano que passa, mas faço assim mesmo. Todo ano eu também digo que vou fazer a horta no inverno e falho miseravelmente. Com chuva e frio não dá. Eu fico meses sem por as caras no quintal, e quando ponho está aquele matagal, que eu que tenho que lidar.
Luvas, instrumentos, um pouco de disposição, e coloco tudo nos eixos – bem, mais ou menos nos eixos, em alguns dias. Já fiz avaliação do que sobrou do outro ano, ou melhor, do que sobreviveu. Ainda tenho garlic chives [cebolinha fina], muito tomilho, muito orégano e um mundaréu de hortelã chocolate. A terra das caixas está bem compactada e tem um pouco de mato, que tem que ser retirado manualmente – afê. Tenho que revirar a terra, pra arejar e só depois posso plantar. Essa terra da minha horta é muito boa, cheia de minhocas, não ponho nem um pingo de fertilizante, nada. Tudo que cresce ali é cem por cento orgânico. Eu plantava muita coisa, acompanhando os inevitáveis tomates – vários tipos de pimentão, variedades de berinjela japonesa e branca, pepino-limão, melão, ervilhas. Já plantei até batatas – no pun intended. Mas neste ano estou decidida a plantar apenas tomates.
Tomates crescem e frutificam como praga aqui nesta região onde u vivo, por causa dos verões extremamente quentes e secos. Os tomates adoram. Não é a toa que essa área é a maior produtora de tomates do país. Eu planto os pézinhos, de vários típos – heirlooms, orgânicos, verdes, amarelos, vermelhos, bicolores, minúsculos, médios, gigantes. Todos eles vingam e todos os pés se alastram e produzem muitas frutas. Eu gosto porque não preciso fazer NADA! Tirar um pouco de mato de vez em quando, irrigar [temos um sistema de sprinklers], vigiar as pragas, colher e comer!
O que me anima a pegar na enxada todo ano é a visão dos tomates na minha cozinha. Por eles, eu viro até jardineira!

2 comentários sobre “minha pequena roça”

  1. Agora, ao abrir aos poucos, cada dia , a tua pessoa está se delineando em minha mente!
    Pena que nem tudo o que escrevo chega a ser enviado.Já saberias quem sou. Mas parece que na primeira vez em que eu mando o email ele retorna para eu escrever tudo novamente! Sei lá…
    Tuas conversas me faz lembrar de meus tempos nos USA. Só que morava em NY etão longe das possibilidades da Califórnia. Mas plantávamos os tomates tb. mas em vasos , junto com as gardenias e gerâneos. No terraço da Casa Brasil Restaurant.East NY.
    Ainda não sei tommilho é Time?
    Abçs Liane

  2. Ai Fer, fiquei até com inveja da sua casa florida e da sua horta, dos seus tomates, etc. Mas agora eu tenho uma perspectiva – me mudei no último sábado e o meu quintal é imenso. Por enquanto, ele está parecendo o Iraque, porque tinha uma edícula e um muro bem no meio que foram demolidos, mas depois que retirarmos o entulho, aterrarmos, tudo porque o quintal era super desnivelado, pretendo fazer um gramadão, plantar umas árvores frutíferas, uma horta e um jardim. Ou seja, muito trabalho pela frente, mas que é uma delícia, é. Beijos!

Deixe a sua pitada: