Ras El Hanout Spice

Estava encaroçando no World Market e procurando maneiras interessantes de gastar o meu dinheirinho, quando vi uns vidrinhos de temperos numa das seções de comida internacional da loja. Eram temperos libaneses e marroquinos. Um deles me fisgou a atenção e comprei, claro. Era o Ras El Hanout Spice, uma mistura especial de grãos aromáticos e pétalas de rosas típica do Marrocos, que dizem ter propriedades afrodisíacas. Hoje usei o Ras El Hanout numa receita com filé de frango. Só esfreguei o pó nos bifes, deixei descansar uns minutos e fritei no azeite numa panela grande e com tampa. Quando os filezinhos ficaram cozidos, virei e acrescentei couve de bruxelas, aspargo, cenoura e cebola roxa em fatias. Deixei fritar por mais uns minutos com a panela tampada e desliguei. Ficou delicioso. Eu servi apenas com uma salada de alface, mas deve ficar uma combinação perfeita com arroz basmati. Li que esse tempero fica excelente com o couscous marroquino. Vou testar em breve!
Para quem não achar o Ras El Hanout para comprar e quiser arriscar fazer em casa, é só moer bem fininho os seguintes ingredientes*:

galangal, rose petals, black peppercorns, ginger, cardamom, nigella, cayenne, allspice, lavender, cinnamon, cassia, coriander seeds, mace, nutmeg, cloves.

* em inglês, porque tô com pregui de traduzir…

5 comentários sobre “Ras El Hanout Spice”

  1. Olá!
    Sou gaúcho já soteropolitano!!!
    Me conta como ficou o frango!
    Espero que vc tenha lembrado de coxas e sobrecoxas, para pegar gosto!
    A mostarda era aquela Ancienne (moda antiga).
    Abs./

  2. Fer!! sabe que comprei Hanout mes passado no mercado municipal de SP? Lá agora tá espetacular, a sessão de temperos é uma vertigem pro nariz… (existe isso?)Comprei coisinhas indianas também…
    Usei o Ras Hanout com frango, mas diferente: passei o tempero em coxas e entrecoxas, deixei descansar um pouco – depois levei ao forno em travessa de vidro untada com manteiga. Por sobre elas: pedacinhos de manteiga, cebolas pequenas inteiras, pedaços grandes de maçã e um tiquinho de mel dissolvido no shoyu. Foi uma coisa assim meio na doida, mas ficou uma delicia!!!!
    Beijo

  3. Pode parecer bobagem, mas eu acho tão poético ela ter o nome deste tempero…
    ;o)
    Ainda mais que as sementinhas são completamente negras, da cor dos olhos da moça.
    Destino é destino.

Deixe a sua pitada: