a primeira vez que mordi um cachorro

Eu não me lembro exatamente quantos anos eu tinha, mas certamente foi antes dos meus dez anos. Estávamos no Rio de Janeiro visitando a minha tia, irmã da minha mãe. Éramos sete crianças e as duas mulheres corajosas, que sei lá por que motivos resolveram sair pra rua com toda a tropa. Normalmente íamos à praia, mas nesse dia passamos a manhã caminhando pelas ruas de Copacabana. Numa certa hora entramos num lugar. Eu lembro de um balcão alto e de como de repente um sanduíche enrolado em folhas de papel manteiga chegou às minhas mãos, junto com uma garrafinha de Coca-Cola. Abri aquilo com curiosidade. Minha mãe controlava o nosso consumo de refrigerante e como morávamos no interior de São Paulo naquele início dos anos setenta, ainda éramos virgens dos modismos americanos de hambúrgueres e hot-dogs. Quando mordi aquele sanduíche comprido recheado de salsicha e com um molhinho de tomates, cebola e pimentão, fui aos céus! Pra mim aquilo passou a ser a comida mais deliciosa do mundo e a que eu iria desejar comer novamente por muitos e muitos anos.

Em 1974 nos mudamos para Campinas, que é a cidade natal do meu pai. Lá fui finalmente reencontrar o maravilhoso sanduíche, descobrir o seu nome peculiar e o lugar que o vendia: o cachorro-quente das Lojas Americanas. Passei anos da minha pré-adolescência sentada naqueles banquinhos em frente ao balcão verde claro em formato de S no subsolo das Lojas Americanas do centro de Campinas. Pra mim nunca existiu nada igual – o pão macio, a salsicha saborosa, o molho super cheiroso, as chips de batata, sempre acompanhados de uma super Coca-Cola gelada. Nunca mais comi um cachorro-quente como aquele da LASA, que tentei replicar por anos e anos na minha cozinha.

Quando morei no Canadá, provei um cachorro-quente muito bom, que fiz por muitos anos e até hoje faço. Não chega nem perto do cachorro-quente da LASA, mas fica muito bom.
Cozinhe as salsichas na água. Escorra. Retorne a panela com as salsichas ao fogo, regue com bastante azeite, deixe fritar. Acrescente rodelas de cebola a vontade. Pode salpicar a cebola com um pouco de sal. Servir no pão de cachorro-quente com mostarda e catchup [se quiser].

32 comentários sobre “a primeira vez que mordi um cachorro”

  1. Genteeeeem tudo de bom aquele Cachorro quente das americanas , até hoje me pergunto porque acabou , quero receitas , quem tem ,? Saudades!!!

  2. Genteeeeem tudo de bom aquele Cachorro quente das americanas , até hoje me pergunto porque acabou , quero receitas , quem tem ,? Saudades!!!

  3. Genteeeeem tudo de bom aquele Cachorro quente das americanas , até hoje me pergunto porque acabou , quero receitas , quem tem ,? Saudades!!!

  4. Genteeeeem tudo de bom aquele Cachorro quente das americanas , até hoje me pergunto porque acabou , quero receitas , quem tem ,? Saudades!!!

  5. Genteeeeem tudo de bom aquele Cachorro quente das americanas , até hoje me pergunto porque acabou , quero receitas , quem tem ,? Saudades!!!

  6. Genteeeeem tudo de bom aquele Cachorro quente das americanas , até hoje me pergunto porque acabou , quero receitas , quem tem ,? Saudades!!!

  7. Genteeeeem tudo de bom aquele Cachorro quente das americanas , até hoje me pergunto porque acabou , quero receitas , quem tem ,? Saudades!!!

  8. Genteeeeem tudo de bom aquele Cachorro quente das americanas , até hoje me pergunto porque acabou , quero receitas , quem tem ,? Saudades!!!

  9. Genteeeeem tudo de bom aquele Cachorro quente das americanas , até hoje me pergunto porque acabou , quero receitas , quem tem ,? Saudades!!!

  10. Genteeeeem tudo de bom aquele Cachorro quente das americanas , até hoje me pergunto porque acabou , quero receitas , quem tem ,? Saudades!!!

  11. Genteeeeem tudo de bom aquele Cachorro quente das americanas , até hoje me pergunto porque acabou , quero receitas , quem tem ,? Saudades!!!

  12. Genteeeeem tudo de bom aquele Cachorro quente das americanas , até hoje me pergunto porque acabou , quero receitas , quem tem ,? Saudades!!!

  13. Genteeeeem tudo de bom aquele Cachorro quente das americanas , até hoje me pergunto porque acabou , quero receitas , quem tem ,? Saudades!!!

  14. Genteeeeem tudo de bom aquele Cachorro quente das americanas , até hoje me pergunto porque acabou , quero receitas , quem tem ,? Saudades!!!

  15. Genteeeeem tudo de bom aquele Cachorro quente das americanas , até hoje me pergunto porque acabou , quero receitas , quem tem ,? Saudades!!!

  16. Genteeeeem tudo de bom aquele Cachorro quente das americanas , até hoje me pergunto porque acabou , quero receitas , quem tem ,? Saudades!!!

  17. Genteeeeem tudo de bom aquele Cachorro quente das americanas , até hoje me pergunto porque acabou , quero receitas , quem tem ,? Saudades!!!

  18. Acho que o que lembra aquele cheiro e gosto dos hot dosgs da lasa na década de 80 e 90 no início de 2000 era os ingredientes auxiliares ( pimentão, cebola e tomate)serem pouco cozinhados. Também tenho a curiosidade em saber como eram feitas as salsichas naquela época. Se houver alguém que conheceu ou viu sendo feita aquele molho daquele cachorro quente, por favor poste um comentário. Nos, saudosistas, agradecemos.

  19. Saudações! sou dogueiro e saudosista do hot dog das LASA…Lembro que tinha uma amiga que atendia no balcão da lanchonete, então via ela preparar o molho(pimentão,tomate e cebola em tiras que ficava cozinhando em fogo baixo em uma especie de chapa, a salsicha era da sadia, tipo salsichão,mais grossa e o pão sempre fresquinho e macio envolto em um papel manteiga…detalhe: era servido super quente, cansei de queimar a boca na ânsia de comer logo a delícia…

  20. Eu não gostava do cachorro quente das Americanas porque não como vegetais o que eu adorava era aquele ‘misto quente” feito no pão de forma. Será que alguém teria a receita dele ou saberia me dizer como ele era feito? Grato!!

  21. sou aqui de Brasilia e devo dizer que foi uma alegria muito grande encontrar gente que conheceu e teve a inrsquecivel experiencia de comer um hot dog das lojas americanas. o molho e inesquecivel. estava conversando com minha esposa sobre este hot dog e seumolho unico: pedi para que fizesse e nso tinha como explicar. valeu pessoal. sabado agora ela vai fazer. mal posso esperar!

  22. Gente eu pensava que apenas eu sentia saudades do cachorro quente da LASA!
    mas descobri que nào sou o único! moro já a 17 anos na Holanda!e vira e meche ainda sinto saudades! é bom saber que tem mais gente que senti saudades de coisas simples!
    Gente muito amor e felicidade!
    Bert

  23. Consegui replicar, quase na perfeicao, o molho do cachorro-quente das Americanas.
    Ele praticamente nao leva tempero, mas tem algumas artimanhas. Comece pela escolha dos ingredientes. Alguns tomates maduros, mas a maioria deles puxado pro verde. As vezes eu ate coloco 1 verde para garantir. O pimentao e a cebola.
    Primeiro frito algumas cebolas com alho, para dar um gostinho, jogo os tomates picados mais maduros e deixo virar molho. Em seguida o restante dos tomates (cortados meio que em fatias, como os pimentoes), os pimentoes e as cebolas em pedacos bem grandes (eh importante os pedacos grandes para que nao derretam muito rapido).
    Jogo sal e pimenta do reino, e um pouquinho de azeite. Nada mais do que isso para temperar.
    A partir dai tem que prestar atencao no ponto dos legumes. Eles nao podem ficar muuuuuito cozidos (voce vai lembrar do ponto, hehehe).
    Eh importante usar salsicha de qualidade (eu compro da Sadia) e pao tb (eu compro o pao de hotdog da pulmann).
    Numa chapa quente, aqueca o pao ate ele comecar a ficar dourado dos dois lados, tire e ainda quente passe a maiones (Helmanns).
    Eu gosto de katchup e mostarda, mas nesse cachorro quente em especial, soh ponho enquanto estou comendo, e nao no preparo.
    Espero que voce consiga, e mate a saudade do lanche.
    Abracos,
    Weber

  24. meudeus, pensei que fosse só eu! o cachorro-quente das lojas americanas – e as indefectíveis fritas – fazem parte das minhas melhores recordações de infância! delícia 🙂

  25. Ai, nem acredito..mas nessa semana estávamos, eu e marido, andando pela cidade e com uma fome e deu uma vontade do cachorro-quente das LASA….tinha aquele molho de cebolas e pimentão e o pão era tostadinho…hmmm…quanta saudades…agora venho aqui e leio isso…mais saudade ainda!!!
    Que 2006 traga muitas cosas gostosas ao Chucrute!!!!
    Beijos!

  26. Olha a LASA da Tijuca (bairro em que moro há 21 anos) tem agora um espaço grande para lanches, com mesas e cadeiras. Eles vendem uns pães ótimos por lá. Não botei reparo no hot dog, mas prometo passar lá pra checar.
    Bjs

  27. Claudio, acho que todas as cidades brasileiras tem tradica de hot dog bao! Campinas tinha um hotdogueiro num carrinho de esquina no inicio dos anos 80 que era o maximo!
    Thata, nao tenho que permitir nada, seus comentarios aqui sao super bem-vindos, escreva muito! Se vc descobrir se os cachorros da Lasa ainda existem, me avisa, tah?
    Angelica, infelizmente os macbleargs da vida estao tomando conta de tudo. velhos terpos dos balcoes!
    beijos!!

  28. não sei se as LASA daqui de Cuore&Tuba têm essa fama hotdogueira, mas aqui tem um bar que leva a alcunha de “Cachorro”, face ter sido o primeiro a servir este acepipe. Com uma tradição de atender a boemia ávida por forrar o estômago nas madrugadas, tem também uns sanduíches de pernil com verde que são a tábua de salvação para os náufragos notívagos.
    Cachorro-quente é cultura, às vezes de bactérias, mas é cultura.

  29. Vc deu permissão, eu voltei 😉 Engraçado, neste fim de semana o cachorro quente da LASA foi o assunto na mesa da minha família. Todos sentem saudades! Vou descobrir se ainda existe hehe. Seu post me deu uma vontade incontrolável de comer um hot dog, de preferência um daqueles prensados que tem perto de casa…hmmmm…água na boca!

  30. Lindo post.
    E o cachorro-quente das lojas americanas era (será que ainda é?) mesmo maravilhoso. Acho uma delícia, é tudo na medida certa. Cansei de comer no balcão das americanas da tijuca. 🙂

Deixe a sua pitada: